2º Domingo do Advento

 Ev Mt 3, 1-12

“Esta é a voz daquele que grita no deserto: preparai o caminho do Senhor, endireitai suas veredas” (Mt 3, 3).

A missão de João Batista foi a de preparar a chegada de Jesus, o Messias esperado pelo Povo de Israel. Ele é assim a figura que une o Antigo ao Novo Testamento. Sua pregação e seu modo de vida, para o povo dava a impressão de que o Profeta Elias estava voltando. E sua pregação estava profundamente ligada à sua maneira de viver e de se vestir e assim poderia de modo muito coerente anunciar a chegada próxima do Salvador, porque ele mesmo passa por um processo de conversão: a vida no deserto, a alimentação simples, a roupa rústica. A sua pregação fez com que outros se convertessem e mudassem de vida, menos aqueles que se consideravam sábios e entendidos, que eram os Fariseus e os Saduceus.

A conversão comporta dois momentos: o momento da consciência, quando reconhecemos que estamos errados e tomamos o propósito de mudar através do Sacramento da Reconciliação; e o momento da prática, quando procuramos viver a vida que Jesus nos propõe na vivência do amor concreto a seu exemplo: Ele veio até nós em um gesto de amor infinito, para que nossos pequenos e limitados gestos de amor sejam sinais de esperança no mundo  em que vivemos.

João Batista é uma proposta para nós hoje também. A necessidade da conversão é um apelo constante para quem deseja corresponder aos apelos de Jesus Cristo e tornar-se um arauto para o mundo de hoje. Vivemos envolvidos por tantas coisas que talvez não prestamos atenção à chegada próxima de Jesus. Nossas ocupações e preocupações às vezes nos tiram do caminho apontado por Jesus, que é o caminho da prática da justiça, da vivência do amor e do anúncio da esperança a tantas pessoas desanimadas e desiludidas que estão em nosso redor. Por isso, saibamos aproveitar este Tempo de Advento na prática de boas ações e na vivência sincera dos compromissos cristãos.

D. Célio de Oliveira Goulart – Bispo Diocesano

23 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Cursa Comunicação Social/Jornalismo na Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).