6º domingo de Páscoa

Jo 15, 9-17

“Amai-vos uns aos outros”.

Qual é a essência de Deus? Deus é feito de que coisa? No Catecismo antigo a resposta era: Deus é um puro espírito perfeitíssimo, eterno, criador do céu e da terra, de todas as coisas visíveis e invisíveis. Para os Filósofos: Deus é o ser subsistente pré-existe a tudo. A bíblia diz que não sabemos quem é Deus, não o conhecemos, sobre Deus somos todos ignorantes.

Deus é feito de que coisa? Jesus nos dá a resposta: Deus é feito 100 % de amor. Se Deus tem uma inteli-gência a sua é inteligência de amor. Se Deus tem uma força,a sua é a força do amor;se Deus tem um poder o seu é poder de amor;se Deus tem uma riqueza,a sua é riqueza do amor. Se Deus tem uma plenitude de vida, esta é a plenitude de vida do amor.

Uma mãe não se esquece do filho, um namorado não se esquece da namorada, marido não se esquece da esposa;e se algum deles adoece o outro não pode fazer nada a não ser olhar, chamar o médico e mais nada. Mas pode acontecer que uma mãe,noivo,esposo se esqueçam das pessoas que amam.E nós dizemos muitas vezes:“Deus se esqueceu de mim! Deus deve estar andando por outras bandas. Mas nos esquecemos do que Jesus disse no Evangelho: Deus é 100% Amor .É a nascente do Amor. Uma nascente é algo da qual deriva todo o resto.

Todos nós ficamos querendo procurar Deus… E ao contrário Ele nos diz: olha! Sou Eu que te dei a saúde; seu bom-humor fui Eu que te dei;a refeição que você comeu fui Eu que te dei forças de consegui-la; até a escolha de você celebrar a Eucaristia comigo nesse domingo é pura graça minha. Deus sendo feito 100 % de amor, é também a nascente do amor, a iniciativa é sempre sua.

Como esse amor nos chega? Pode existir uma nascente de água puríssima mas se não houver um cano ou garrafas, através das quais essa água chega, ela é inútil. Há necessidade de alguém através do qual o amor de Deus nos chega…É Jesus .”Como o Pai me amou assim eu vos amei.” Jesus não diz : amai-me mas amai-vos. Não pede nada para si, mas somente para os outros.

Características que, por meio de Jesus, esse amor nos chega:

1- Sobre a cruz Jesus nos revela algo fundamental. Enquanto gritamos:meu Deus porque me abandonaste …nessa hora é o momento em que Deus é mais próximo e está ali para recolher as lágrimas de nossos olhos,lágrimas do nosso suor( quem sabe suor de sangue)para nos ressuscitar na glória daquelas lágrimas.

2- Jesus nos revela o amor do Pai transmitindo o perdão: vítima de expiação por nossos pecados. Uma artista famosa, na Itália, no leito de morte tendo vivido uma vida cheia de coisas banais, teve a sorte de encontrar nessa hora um padre e lhe disse: Como vou me apresentar diante de Deus com minhas mãos vazias? Ele levava consigo um crucifixo, e colocando-o nas mãos da artista, disse-lhe: não! não são mãos vazias, apresente-se a Deus assim com Cristo nas mãos!

3- O amor de Deus chega até nós porque Cristo nos trata como amigos: “vós sois meus amigos”. Temos um Deus por amigo. O Senhor nos considera e nos trata como amigos! Então sobre nossa sepultura deveria estar escrito somente: O amigo de Deus! A amiga de Deus!

4- Tudo que Jesus nos transmite é nascente de alegria.

5- Esse Jesus através do qual nos chega o amor de Deus torna eficaz a nossa oração. Se pedirmos a Deus coisas que seu filho Jesus pediria, Deus nos dará com toda certeza.

Da 1ª leitura da missa tirada dos Atos dos Apóstolos percebemos 02 tentações à nossa fé. A 1ª no episódio do centurião Cornélio querendo adorar Pedro. O risco de querermos nos divinizar ou deixarmo-nos divi-nizar, perder o sentido da nossa humanidade pois não somos deuses!

A 2ª tentação: havia a disputa entre Hebreus e Gentios. No Templo de Jerusalém uma cortina separava uns dos outros e um cartaz: se um pagão ultrapassasse aquele limite seria passível de ser apedrejado. A tentação nossa é nos sentirmos melhores que os outros e colocar barreiras e muros de separação .

Mas na casa de Deus e em seu coração há lugar para todos, brancos, negros, judeus, muçulmanos, cristãos, ortodoxos,evangélicos, protestantes , etc ….

O essencial é compreender que Deus é 100% Amor e que este amor nos chega através Jesus.

Peçamos a Deus um coração grande como o de Jesus, humilde como o de Pedro, e um coração totalmente comprometido com Deus e com todos os irmãos a começar pelos abandonados e excluídos.