Arquivo documental preserva acervo do séc XVIII que retrata a fé de SJDR

Com livros do início do século XVIII e fotografias que perpetuam gerações, a Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar abriga a segunda parte do Arquivo Diocesano. Localizado na Rua Getúlio Vargas, centro de São João del-Rei, o local preserva a história religiosa da região e conta com documentos de cidades como Tiradentes e Prados.

hA construção do Arquivo foi de iniciativa do saudoso Monsenhor Sebastião Raimundo de Paiva, que há alguns anos (por volta de 1980) reuniu em um espaço da casa paroquial para acumular um material que vinha se perdendo com o tempo. Dentre eles, o livro que contém o assento de nascimento da Nhá Chica, beata nascida na região de São João Del-Rei. “É uma fonte riquíssima de informações para história de Minas e do Brasil, além de contribuir de forma decisiva para as pesquisas de genealogia”, explica o Diretor Técnico do Arquivo, Giovanni Alves de Paula.

cO espaço é dividido em estantes. Uma, abriga livros sacramentais (batismo, crisma, processos matrimoniais, casamento e óbito). Outra, a documentação das irmandades (livros de entrada de irmãos, atas, eleições, deliberações de mesa, receita e despesas, inventários e estatutos). Periódicos antigos como “O Pilar” e fotografias de família compõe o restante do acervo, que é utilizado por muitos como material de pesquisa. “São solicitadas muitas certidões dos livros de batismo, casamento e óbito para compor trabalhos sobre genealogia e também para se conseguir dupla cidadania”, conta Giovanni.

eAlém do arquivo paroquial, São João del-Rei abriga outros locais com acervos semelhantes, como o da Cúria Diocesana (documentos diversos da Diocese) e nas Igrejas históricas da cidade como Rosário, Carmo e São Francisco. “De forma geral, todos são importantes, mas acredito que os das Irmandades são os de grande relevância, afinal, contam a história da fé do povo desta terra, seu legado, sua vivência religiosa e toda sua tradição de fé”, destaca o profissional, que cuida de cada detalhe no Arquivo.

O arquivo é aberto a visitações nas segundas, quartas e sextas-feiras, das 8h00 às 10h30min. Podendo ser agendado outros dias em caso de impossibilidade nos dias de funcionamento. Informações pelo (32) 3371-7005.

g
Fotografias de família também fazem parte do acervo do Arquivo.

VEJA TAMBÉM: Arquivo em SJDR preserva documentos da Igreja desde o início da história da Diocese

COMPARTILHAR
22 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Cursa Comunicação Social/Jornalismo na Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).