Cuidado com o seu coração

O nosso coração é semelhante a uma casa. A casa tem paredes, o coração tem o músculo.  A casa tem o sistema hidráulico,o coração tem veias e artérias. A casa tem sistema de energia, sendo que o coração também tem seus nervos para fazê-lo funcionar independente de nossa vontade.

Quando o coração esta doente nos faz sentir falta de ar, palpitações, dor no peito. Temos vários fatores que levam nosso coração a adoecer, são chamados fatores de risco cardiovascular. São eles: o estresse do dia a dia, a hipertensão arterial, o diabetes, a dislipidemia ou excesso de gorduras, o colesterol e triglicérides, o fumo, a obesidade, o envelhecimento, o sedentarismo.

O estresse, nervosismo, ansiedade e agitação, faz o coração disparar e sofrer descargas de  substancias que sobrecarregam o trabalho cardíaco. Já o fumo, leva a alterações nos vasos, em sua camada mais interna, levando a contração dos mesmos, prejudicando a nutrição do próprio músculo do coração. A fumaça do cigarro tem em torno de 4000 substancias toxicas para ser humano. O fumo também é associado a muitos tipos de neoplasias. A hipertensão arterial, também leva a lesão nos vasos e sobrecarrega o trabalho do coração que tem que fazer mais força para ejetar o sangue em um sistema com pressão mais alta.

O diabetes ou açúcar elevado no sangue lesa as artérias, a retina dos olhos e o tecido dos rins. Ao atingir as artérias, lesa a circulação de todo corpo,levando a prejuízo da nutrição dos nossos tecidos.  A dislipidemia, ou gordura, leva a entupimento da nossa circulação, levando a diminuição do fluxo nas artérias. Quando temos entupimento das artérias do coração, sofremos angina (termo  para dizer que temos dor no peito) ou infarto. Quando o sangue para de ser levado para músculo do coração que se chama miocárdio,dissemos ser um infarto. A própria idade, ou envelhecimento, traz alterações aos vasos. Sabe-se hoje que a partir de dois anos, já começamos a desenvolver obstruções em nossas artérias, por isso, cabe a nós tentarmos retardar com nossas ações, parte desse envelhecimento.

A obesidade, ou excesso de peso, traz acúmulo de gorduras na circulação, levando à hipertensão, diabetes e dislipidemia. O sedentarismo, a falta de atividade física, acelera os processos de obstruções de nossa circulação, pela falta de queima das gorduras em excesso, por isso, devemos ter uma dieta adequada, comer para viver e não viver para comer. Exercitar nosso corpo para queimar as gorduras, promover melhora do condicionamento do coração, formando pequenos vasinhos, melhorando a nutrição do músculo do coração e nossa própria performance.

Devemos evitar o estresse, ter momentos de paz, oração, cuidar de nós mesmos e de nossos semelhantes.

Dra. Maurilia Aparecida Costa Pinto

Médica Cardiologista

COMPARTILHAR
Departamento de comunicação