Diocese ganha nova sede do Seminário São Tiago em Juiz de Fora

Bispo, padres e leigos se reuniram na última quarta-feira, 03, em Juiz de Fora, para a inauguração da nova sede do Seminário São Tiago, da Diocese de São João del-Rei. O evento contou com a bênção litúrgica do espaço, celebração da Santa Missa e confraternização.

Grande incentivador da construção, Dom Célio falou de sua alegria com a nova aquisição e a importância da obra para a Diocese. “Nós louvamos e agradecemos a Deus por essa oportunidade. Foi com grande empenho dos padres, benfeitores e da empresa construtora que conseguimos realizar esse antigo desejo de nossa diocese. Fico feliz e agradecido a Deus. Que de fato esta casa possa ajudar na formação dos padres”, destaca.

Desde a aquisição do terreno, passando pelo período de obras, até a conclusão do espaço, foram necessários dois anos e onze meses. O terreno que abrigava uma casa de passeio passou a ter dormitórios, capela, biblioteca, salas de estudo e um campo esportivo. Antigo ecônomo da Diocese, padre Álisson Sacramento acompanhou de perto todo o processo. Finalizada a obra, o sacerdote volta ao local com uma nova missão: ser o novo reitor e formador do seminário. “Tenho essa nova missão pela frente e assim, espero que este trabalho seja frutuoso. Que a graça de Deus possa auxiliar toda a equipe de formadores da diocese, para contribuirmos para o bem da nossa igreja”, ressalta.

Segundo o sacerdote, a obra só foi possível graças à colaboração e a solidariedade das pessoas. “Vários fiéis fizeram suas doações e contribuíram com a obra, mostrando, assim, o zelo com as vocações sacerdotais. Tivemos também a ajuda da Adveniat, que é a organização dos bispos da Alemanha, que ajudam, sobretudo, os países da America Latina. Foi com toda essa colaboração que conseguimos erguer essa obra.

Quem também acompanhou cuidadosamente todo o processo foi a arquiteta Inês Filipino. Segundo a profissional, a atenção foi toda voltada para o espaço do terreno, na preocupação de atender um numero maior de jovens na casa de formação. “Primeiro foi à procura da casa e depois fomos adaptando a parte da construção que já existia. Pensamos na questão de caber mais seminaristas. Antes era uma casa menor, pouco ventilada e com baixa iluminação. Agora, proporcionamos isso, com mais área verde, expansão e luminosidade”, destaca a jovem, associando a sede antiga com a nova construção.

Para os seminaristas, um grande ganho de inspiração e alegria. “Uma casa nova, um ganho para a Diocese. Ela nos motiva, por que é algo novo, capela nova, outros tipos de quarto. Isso nos motiva interior e exteriormente. Que aqui sede de fato um celeiro de grandes vocações para a nossa Diocese”, explicou o seminarista Thairo Guimarães.

Além de admirar a nova construção, teve gente que aproveitou o momento para se aventurar nas lembranças, como o padre Adriano. Perambulando pela casa, o jovem sacerdote recordou sua época de seminário, onde viveu cerca de quatro anos. “É uma conquista para todos nós da diocese termos a graça de ter essa casa nova, com um ambiente muito agradável, que favorece a oração, a formação e esse encontro pessoal com Cristo que é esse momento de preparação para o sacerdócio. Aqui eu tive a oportunidade de ver algumas coisas que foram da casa antiga, que vive durante quatro anos. Sem dúvida, é um momento de recordar e louvar a conquista”.

Durante a cerimônia, houve a benção da sede, assim como a benção da capela e posse do novo reitor. O Seminário, assim como o próprio nome indica, é como a sementeira da Diocese, onde se formam os Ministros da Igreja. Diferente do seminário em São João del-Rei, direcionado a fase introdutório, em Juiz de Fora os seminaristas realizam sua formação nos curso de Filosofia e Teologia, além de viverem em comunidade.

 

COMPARTILHAR
22 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Cursa Comunicação Social/Jornalismo na Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).