Fé e oração marcam o Dia de Finados na Diocese

Uma oportunidade para reforçar os sentimentos, sentir saudade e homenagear os entes queridos que já foram ao encontro de Deus. Neste dia, a Igreja católica não celebra a morte, mas a vida. O costume de rezar pelos mortos vem deste o século V, mas foi no século XI que passou a ser celebrado em 02 de novembro, como o Dia de Finados. Uma data bem recordada em todo o território diocesano.

Seja acendendo velas, ornamentando com flores, enfim, foram várias as manifestações de carinho e dedicação, demonstrando seu ato de fé e amor com aquela pessoa que já se foi, mas por quem se nutri os sentimentos até hoje. “Ao celebrarmos os que já faleceram, deles nos lembramos com saudades. Mas, também para eles, fazemos nossas orações para que possam estar na contemplação do Mistério de deus, uma vez superadas suas penas. É para isso que rezamos neste dia, que nossos parentes e amigos sejam acolhidos por Deus, nosso Pai Misericordioso”, destaca Dom Célio Goulart em sua mensagem para o dia de finados.

Com gestos simples e muita oração, celebrações de missa e caminhada pela vida foram preparadas pelas paróquias. Milhares de fiéis passaram pelos cemitérios localizados nas 25 cidades que compõem a Diocese de São João del-Rei.

COMPARTILHAR
22 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Cursa Comunicação Social/Jornalismo na Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).