Fiéis festejam Sant’Ana, padroeira das cidades de Lavras e Barroso

Muita gente acordou cedo nesta quinta-feira, 26, para homenagear Sant’Ana, avó de Cristo e padroeira das cidades de Barroso e Lavras. No dia festivo, missas e procissões marcaram a festa da santa.

Em Barroso, o dia contou com consagração das igrejas, missas e procissão. Na chegada houve muita emoção dos fiéis e uma oração conduzida pelo sacerdote barrosense, padre Geraldo Magela. Logo após, houve a última Celebração Eucarística presidida pelo Administrador Diocesano, Padre Dirceu de Oliveira Medeiros, também filho de Barroso.

Já em Lavras, o dia contou com a presença do bispo emérito, Dom Waldemar Chaves de Araújo, e foi marcado por recitação do terço, benção solene, missas e procissões.

Em ambas as festas foram trabalhadas a temática do laicato e figura do leigo na missão da igreja em saída.

Segundo a tradição católica, Ana não tinha filhos e vivia, junto com o marido Joaquim, em Nazaré. Eles eram estéreis e, certo dia, Joaquim se retirou ao deserto para permanecer 40 dias em completo jejum e oração.

Então, dois anjos foram ao encontro dos dois para anunciar que teriam um filho. Assim, ao nascer, Maria foi oferecida ainda na infância ao serviço do templo.

Devido a sua história, Sant’Ana é considerada a padroeira das mulheres grávidas e dos que desejam ter filhos.

 

23 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Cursa Comunicação Social/Jornalismo na Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).