Grupo de Oração Jesus Fonte de Misericórdia completa 12 anos de história

Com direito a missa festiva, danças, homenagens e confraternização, no último domingo, dia 12 de março, o Grupo de Oração Jesus Fonte de Misericórdia da Paróquia de São Sebastião, em Santa Cruz de Minas, festejou seus 12 anos de história. Ele faz parte do Ministério Jovem do movimento Renovação Carismática Católica.  

Em Santa Cruz de Minas, o ministério nasceu do sonho do Grupo de Oração Maria Mãe da Igreja de tornar os jovens mais atuantes na paróquia, num momento em que a cidade sofria com muita violência. Aí, uma galera começou a se reunir e a rezar, até que assumiram o nome: Jesus Fonte de Misericórdia. No dia 27 de fevereiro de 2005 aconteceu a primeira reunião de oração e de lá não parou mais.

Josiane Marillac foi uma das primeiras participantes. Ela conta que, no princípio, “aos domingos, haviam mais de 150 jovens na igreja atraídos pela música, dança e amizades. Mas logo, com o passar da empolgação inicial, ficaram aqueles que amadureceram a ideia de fazer parte de um ministério e não apenas de passar por ele”. Isso contribuiu para que,  em 2009, o ministério se transformasse em Grupo de Oração.

Atualmente, os jovens se reúnem todos os domingos, após a missa das 19 horas, na matriz de São Sebastião, para os momentos de oração. O grupo acolhe em torno de 35 participantes. Músicas, danças, orações e dinâmicas compõem a identidade das reuniões. Além disso, eles sempre são convidados para as participações, em teatros e entradas, em eventos da paróquia.

Para o coordenador do grupo, Washington Hilário, o sentimento é de muito amor em fazer parte dessa vida em comunidade. “Tudo é verdadeiro: amizades, testemunhos, projetos de vida, entre outras coisas. O grupo é um grande presente de Deus para mim. E assim como eu, acredito que outros também já sentiram o Espírito Santo agir através dessa experiência”, expressa.

O tema escolhido para a comemoração foi “Você completa o nosso jardim”, com o objetivo de destacar a importância de todas as pessoas que passaram pela história do grupo e construiram o movimento.

Há 3 anos, Marielle já participa do grupo de jovens. O que a mais impressionou, durante a festa, foi perceber que “já são 12 anos que os jovens mantém essa chama viva em Santa Cruz de Minas. Fico muito feliz e surpresa com isso!”

De acordo com a programação, a festa começou com a missa na Matriz. Logo após, houve a acolhida dos participantes e o início das orações. Após, o Ministério de Artes Ângelus deu prosseguimento as atividades com uma apresentação  de dança com a música “Eu sou um jardim”. Também ocorreram orações em grupo e uma pregação envolvendo o tema. Por fim, uma festa no salão paroquial, com direito a bolo, encerrou a festividade.

Um ponto marcante da noite foi a participação de Dayana Nascimento, que falou sobre a campanha “Somos todos Charlotte”. A ideia da campanha é incentivar a conscientização acerca da doação de órgãos e encontrar um coração para a criança.

Grupo de Oração utiliza de redes sociais para atingir mais jovens

O grupo de oração sempre utilizou das redes sociais para divulgar seus eventos. Sejam em fotos, vídeos ou convites, eles sempre atualizam sobre os seus trabalhos. Em 2017, durante a comemoração dos 50 anos da RCC em fevereiro, foi a primeira vez que um evento do grupo foi transmitido ao vivo, através da conta no Facebook. No aniversário, eles decidiram repetir a dose.

De acordo com a participante Tayane Moura, a responsável pela transmissão ao vivo da festa, “é bacana demais ver o envolvimento das pessoas durante a live em vários sentidos: pedindo oração, desejando perseverança ao grupo, elogiando o momento e, até mesmo, relembrando de quando participavam também. Foi uma maneira diferente de acompanhar cada detalhe”.  

Leonardo Nascimento é um dos antigos participantes do grupo. Por morar em Carrancas, o jovem acompanhou o evento pelo Facebook devido a distância. Para ele, “as pessoas precisam de mais ações como essa. Em meio a  tanta informação sem relevância, levar mensagens de fé e esperança é algo extraordinário”, comenta.

Reportagem: Graziela Silva

Fotografias: Pascom Santa Cruz de Minas

COMPARTILHAR
Departamento de comunicação