Há 28 anos Grupo Hulma leva devoção ao Coração de Jesus em paróquias da região

Homens Unidos Levam Mensagem de Amor (Hulma) é um grupo de evangelização surgido na Paróquia São João Bosco há 28 anos. Através da coroação da imagem do Sagrado Coração de Jesus, em sintonia com o tema da Campanha da Fraternidade, o coral formado por homens, e suas famílias, passam por diversas comunidades da Diocese – e até mesmo de outras regiões – levando mensagens de fé, devoção e amor.

Neste mês de junho, dedicado ao Sagrado Coração, os coordenadores do Hulma, Pitt e Dorinha, concedem uma entrevista à Pascom Diocesana falando sobre a missão desempenhada pelo grupo e a forma de evangelização. Confira:

Pascom Diocesana: Como surgiu o Grupo Hulma e qual o significado desse nome?

Dorinha: Na época que o grupo foi criado eu era coordenadora da Catequese na comunidade Nossa Senhora Aparecida, que tem sede junto à APAE de São João del – Rei. Pensando em envolver os pais dos catequizandos, nós fizemos o convite para que fizessem uma coroação de Nossa Senhora em maio de 1989. Essa coroação aconteceu no Santuário São João Bosco e foi feita pelos casais. Dessa experiência surgiu a ideia de fazer, no mesmo ano, uma coroação do Sagrado Coração de Jesus apenas pelos pais, pelos homens. Então, em junho de 1989 aconteceu a coroação do Sagrado Coração de Jesus que foi realizada na comunidade Nossa Senhora Aparecida e no Santuário São João Bosco. No ano seguinte resolvemos fazer novamente a coroação pelos homens e foram surgindo convites de algumas comunidades dentro de São João del – Rei.

Pitt: HULMA significa Homens Unidos Levam Mensagem de Amor. Esse nome foi pensado nos primeiros anos em que fazíamos as coroações, já que o coral é formado apenas por homens e o ato de desagravo também é realizado por eles. Fazem parte também do grupo mulheres que ajudam na organização, crianças e jovens que participam dos atos que acontecem além da coroação. Como tudo começou com casais, hoje o grupo é uma grande família, formado por famílias.

Pascom Diocesana: Como acontece, hoje em dia, o trabalho do Grupo Hulma?

Dorinha e Pitt: Em quase três décadas de caminhada, escolhemos, desde os primeiros anos, adotar como pano de fundo da coroação o tema da Campanha da Fraternidade, proposto pela CNBB. Sempre preparamos músicas, símbolos e mensagens em sintonia com o tema do ano corrente. Ou seja, a cada ano temos uma coroação diferente, trabalhando temas muito atuais que a Igreja no Brasil lança para o período da Quaresma. O ato de desagravo não muda, apenas a música que o acompanha. Retiramos o espinho e a coroa de espinhos que tanto maltrataram a Jesus e o coroamos como Rei. E ao longo dos anos os convites de comunidades foram se multiplicando, dentro e fora de nossa Diocese de São João del – Rei. Em 2017, falando sobre Fraternidade e os Biomas Brasileiros, já temos agendadas coroações em vinte e três comunidades, rurais e urbanas, de nossa Diocese. Iremos a Barbacena e Entre Rios de Minas, que pertencem à Arquidiocese de Mariana e temos previsão de ir pela primeira vez em Diamantina. Dessa forma o Grupo Hulma vai cumprindo sua missão de evangelizar.

Pascom Diocesana: O que leva o Grupo Hulma a seguir com seu trabalho durante todos esses anos?

Dorinha e Pitt: A única razão de existência do Grupo Hulma é propagar a devoção ao Sagrado Coração de Jesus. Nossa força e motivação vêm de Deus. A inspiração que nos faz evangelizar com criatividade também vem de Deus. Todo o trabalho de escolha das músicas, elaboração de um texto é feita de um ano para outro a partir do estudo do Texto-Base lançado pela CNBB. Os símbolos que levamos, as roupas, tudo é confeccionado pelos membros do grupo. Hoje em dia trabalhamos com alguns recursos a mais que naquela primeira coroação, mas tudo vem da boa-vontade e disponibilidade de nossos membros. Dificuldades existem, mas vamos superando todas elas por vontade e graça do Sagrado Coração de Jesus.

Pascom Diocesana: Como as comunidades podem receber a visita do Grupo Hulma?

Dorinha e Pitt: As comunidades podem entrar em contato com o Grupo Hulma pelos telefones (32) 3371 – 2948 ou (32) 3371 – 6583 e agendar uma data de acordo com a disponibilidade que temos durante os finais de semana, ou em alguns casos especiais, durante a semana também, sendo em São João del – Rei ou próximo daqui. Pedimos às comunidades fora de São João o transporte para levar o grupo até o local, pois não teríamos como arcar com todas as viagens. Já temos diversas comunidades que já nos esperam todos os anos e recebemos muitos testemunhos de graças alcançadas a partir da devoção ao Sagrado Coração de Jesus.

Pascom Diocesana: Qual a mensagem vocês gostariam de deixar nessa semana em que celebramos o Sagrado Coração de Jesus?

Dorinha e Pitt: O próprio Jesus, em sua aparição à Santa Margarida Maria Alacoque, disse em suas promessas que quem propagasse a devoção a seu Divino Coração teria o nome para sempre inscrito nesse oceano infinito de misericórdia. Que todos possam então ser devotos do Sagrado Coração de Jesus e experimentar a bondade e amor do Coração de nosso Redentor. Viver no amor e por amor é a maior graça que podemos alcançar de Deus, pois quando se vive com amor tudo mais nos é dado conforme nossa condição. O Sagrado Coração de Jesus é a expressão de que Deus, tendo dado seu filho para morrer pela humanidade, nos perdoa e nos mostra esse amor que vem para nos salvar.

Colaboração: Samuel Daldegan/Pascom Diocesana

Fotografias: Grupo Hulma/Arquivo

COMPARTILHAR
Departamento de comunicação