Inspirados na Mãe de Jesus, Legionários realizam visitas e trabalhos na Diocese

Uma associação internacional de fiéis da Igreja Católica Apostólica Romana, formada por leigos que servem de forma voluntária com a finalidade de contribuir para a ação evangelizadora da Igreja, sob a poderosa proteção e sublime exemplo de Maria. Essa é a definição da Legião de Maria, um trabalho de homens e mulheres fundado na Irlanda, em 1921, que se espalhou pelo mundo inteiro, inclusive, na Diocese de São João del-Rei.

Há 56 anos na região, os “soldados de Maria” realizam seus encontros e visita as famílias, levando Maria aos lares, aos doentes e até mesmo aos encarcerados. Com mais de 500 membros o Comitium “Sede de Saber” vem realizando os trabalhos em toda a diocese.

Os legionários realizam trabalhos espirituais e de evangelização, e se reúnem semanalmente para trocar experiências e recarregar as energias com orações em torno do altar de Nossa Senhora. Para o legionário, a reunião é o lugar em que a Mãe Santíssima está à sua espera, e onde amigos verdadeiros e fiéis agrupam-se à sua volta. É um momento de partilha, de oração e de discussão de temas referentes à religião e à fé. Além disso, na reunião é que se fortalecem os laços do grupo, construído com amor fraterno e respeito, para que os membros possam contar uns com os outros na realização de seus trabalhos.

 

Quem pode participar

Existem várias maneiras de participar da Legião de Maria. Os membros ativos comprometem-se a orar e a fazer visitas, num trabalho ativo de apostolado espiritual, que é orientado através da reunião semanal. 11214715_477641529089332_6114838333145203502_nAs visitas realizadas são domiciliares a idosos, famílias enlutadas, doentes e sempre que houver necessidade de uma palavra amiga e confortadora. Podem ser realizadas também visitas a hospitais, presídios, orfanatos, asilos, etc.

As pessoas que não podem frequentar as reuniões, nem realizar o trabalho de apostolado, ainda assim podem ser legionárias: como membros auxiliares, podem contribuir com suas orações para a obra de Nossa Senhora, por intermédio dos legionários ativos. Os auxiliares ajudam os ativos a serem bem sucedidos em seus trabalhos através de orações.

 

Oração em conjunto

A oração diária obrigatória tanto para auxiliares como para ativos é a “Catena” (que significa “corrente”). Mas é recomendado também a reza do terço e da “Tessera” (que significa “senha” – a identificação de todo legionário). Esses termos em latim foram escolhidos e mantidos para todos os países, com o propósito de fortalecer a unidade da Legião em todo o mundo. Além disso, a estrutura da Legião de Maria foi inspirada no exército romano. Trata-se de um exército que parte à conquista do mundo para Cristo, usando a mais importante arma: o terço!

10462930_477641372422681_5194380066798352131_nUma outra arma usada pelos legionários do mundo todo é o manual. Nele se encontram informações sobre a Legião (como sua fundação e estrutura) e também reflexões sobre fé, espiritualidade e a devoção a Nossa Senhora. Sua leitura deve ser constante e seus temas discutidos na reunião semanal, para o amadurecimento da fé. Segundo a página 12 do Manual, “o espírito da Legião é o próprio espírito de Maria, especialmente imitar profundamente a humildade de Maria, sua perfeita obediência, sua oração constante, sua paciência heróica, sua sabedoria celeste, seu amor corajoso e sacrificado a Deus e acima de tudo, sua fé”.

 

Testemunho de vida

Paulo Afonso de Resende conheceu o trabalho da Legião de Maria em 1978, quando residia na cidade do Rio de Janeiro. A caminhada era cativante, mas teve que ser interrompida com a vinda de sua família para a cidade de São João del-Rei (MG).

1914558_477641422422676_7104791836804358432_nSegundo Paulo, a inquietação era tão forte que não se conteve e procurou se inteirar sobre o trabalho mariano na histórica cidade.

E não é que Paulo encontrou vários “praesidios” na região e retornou ao trabalho em 2011, na Paróquia São Francisco de Assis. “Não consegui ficar longe da Legião de Maria. O trabalho representa a entrega espiritual de Maria aos outros. Nós temos que estar sempre conversando com os outros e estar crescendo juntos na fé. Devemos estar sempre na luta, como Maria, e trazer as pessoas para o caminho do bem. É dar o sim a Deus todos os dias”, explica Paulo.

 

Enfim, um trabalho bonito que merece atenção e incentivo diário. Já dizia São João Paulo II, a Legião de Maria é “um movimento de leigos em que propõe a fazer da fé a aspiração de vida, para conseguir a santidade pessoal, servindo cada pessoa, imagem de Cristo, com o espírito e a solicitude de Maria”.

Procure a secretaria de sua paróquia e saiba mais sobre os trabalhos dos Legionários em sua região.

COMPARTILHAR
22 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Cursa Comunicação Social/Jornalismo na Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).