O Advento como um tempo de recomeçar

Durante o Tempo do Advento é forte o convite: “Preparai o caminho do Senhor, endireitai suas estradas” (Is 40,3). João Batista ao anunciar a alegria pelo Salvador que vem, alerta a todos para a importância da conversão. Assim, esse tempo torna-se, também, uma oportunidade de converter-se, renovar-se enquanto se caminha em direção ao Senhor que vem.

Mesmo que não o vemos, o sol se levanta todos os dias sobre nós, trazendo um novo amanhecer. Para os pessimistas, será apenas mais um dia de luta, de sofrimento e de passos em direção à morte. Mas, para o homem de fé que sabe que Deus “é rico em misericórdia” (Ef 2,4), será mais uma oportunidade de recomeçar, de perdoar, de renascer.

Dentro da dinâmica do Advento, sempre é momento de olhar de novo para si mesmo, para dentro do coração e ver que por mais difícil que pareça é possível recomeçar, enxergar um novo horizonte. Mesmo em meio às varias vozes a nos acusar e as mãos a apedrejar é preciso escutar o Senhor que diz: “Vai, e de agora em diante não peques mais” (Jo 8,11). Por que continuar trancado em si mesmo quando lhe é oferecido à oportunidade de recomeçar? O Apóstolo Pedro lembra-nos que durante nossa caminhada o Senhor “não deseja que alguém se perca. Ao contrário, quer que todos venham a converter-se” (2Pd 3,9).

Durante a dinâmica do Advento o cristão deve levantar de uma vida de reclamações, sem sentido, de pecado, mesquinha, de discórdias, de passado e se abrir para o novo amanhecer que Deus oferece. Não se deixar levar pelo desânimo, mas sim, confiar no Senhor! Pois, “os que põem a sua esperança em Iahweh renovam as suas forças, abrem asas como as águias, correm e não se esgotam, caminham e não se cansam” (Is 40,31).

O cristão durante o Tempo do Advento deve enxergar em cada amanhecer uma oportunidade de recomeçar, de ser feliz em Deus, de ser melhor do que foi ontem. “Não nos deixemos abater. Pelo contrário, embora em nós, o homem exterior vá caminhando para a ruína, o homem interior se renova dia a dia” (2Cor 4,16). É preciso confiar em Deus e aprender sempre a lição de recomeçar, pois nesta vida tudo passa: as tribulações, as dores, as alegrias, as paixões, as amarguras, as decepções, tudo!

Neste tempo que nos é oferecido para viver, enquanto se espera o Senhor que vem, aproveitemos sempre a oportunidade que Deus nos oferece para renascer, tirando até mesmo das coisas ruins, uma oportunidade de fazer-se novo. Não se canse, não fique preso as amarguras, a uma vida sem sentido, volte-se para o Senhor com todo o seu coração, pois Ele “renova nossos dias como aurora” (Lm 5,21).

Reconhecendo no Tempo do Advento essa oportunidade de recomeçar a cada dia em direção ao Senhor é que, em nossas Igrejas, canta-se: “Como o sol nasce da aurora, de Maria nascerá. Aquele que a terra seca, em jardim converterá. Ó Belém, abre teus braços ao Pastor que a ti virá. Emanuel, Deus conosco, Vem ao nosso mundo, vem!”.

COMPARTILHAR
Departamento de comunicação