Padre Zezinho conduz manhã de formação para integrantes da banda Filhos do Céu

Com malas prontas o Ministério de Música “Filhos do Céu” aproveitou o feriado prolongado para uma viagem muito especial. Percorrendo quase 400km, os integrantes da banda católica da Diocese de São João del-Rei foram para a cidade de Talbaté/SP para encontrar com Padre Zezinho, pioneiro da música cristã. Momento de grande emoção para o grupo musical.

filhos_do_ceu_taubat_02
“Em se tratando de música católica, Padre Zezinho é uma grande referência no Brasil e no mundo. Ele é sábio e consegue harmonizar uma grande inteligência com uma grande simplicidade. Encontrar este sacerdote foi um presente, um dom de Deus para nós. Ele nos lembrou de que devemos ter os olhos em Deus e nos irmãos. Nos incentivou a criar canções que nos levem a meditar no louvor a Deus, no sofrimento do povo e na alegria. Foi um momento privilegiado que renovou nossas forças no serviço”,
explicou Regina Ávila, idealizadora do grupo Filhos do Céu.

filhos_do_ceu_taubat_01
Após 7 horas na estrada a banda chegou à cidade para seu primeiro compromisso: Se apresentar para um grupo de adolescentes. Recepcionados por Padre Flávio dos Passos, da Paróquia Nossa Senhora Mãe da Igreja, o grupo participou da liturgia da celebração dominical e animou os jovens com um belo repertório. “A arte é dom de Deus e por isso deve ser valorizada e incentivada. Como a visita (com o Padre Zezinho) marcada para a segunda-feira, urgiu a oportunidade da realização de um show de evangelização em nossa Paróquia, afinal, a data conciliava com o “Dependence Day”, evento realizado com os adolescentes da crisma. Deu certo. Foi muito bom. A música é um meio super eficaz na evangelização da juventude. Todas essas ‘boas coincidências’ culminaram com a maravilhosa cooperação dos Filhos do Céu”, ressaltou Padre Flávio que é tio de dois integrantes do grupo de São João del-Rei. Além da missa e da animação à banda conduziu também a adoração ao Santíssimo sacramento. Um momento forte de oração e de intenso louvor a Jesus Eucarístico.filhos_do_ceu_taubat_04

Na segunda-feira, 07, pela manhã, a grande apreensão. O momento tão aguardado se aproximava. Os músicos, enfim, encontraram o ídolo e puderam, através dele, aprender um pouco mais sobre o trabalho da música cristã e a influência que ela tem na vida em sociedade. “Às vezes ficamos presos no louvor e nos esquecemos de retratar Jesus no pobre, no oprimido. Nós não demos cantar por dinheiro, nós devemos cantar para o povo de Deus, principalmente o pobre, que não tem chances de pagar por um show”, disse Padre Zezinho que também falou sobre a situação política do país e a importância de descrever o sofrimento dos outros nas letras das canções católicas.

filhos_do_ceu_taubat_05
Após o rico ensinamento, o fenômeno da música cristã acompanhou uma breve demonstração do grupo. Interpretando a renomada “Utopia” a banda emocionou o padre que, ao final da música, avaliou com nota dez. “Vocês me surpreenderam. O arranjo saiu melhor que o original”, enfatizou o sacerdote que, ao final da música, concedeu uma entrevista exclusiva para Lucas Silveira, do Departamento Diocesano de Comunicação – Dedicom (EM BREVE DISPONÍVEL NO CANAL DE VÍDEOS DA DIOCESE).

filhos_do_ceu_taubat_06
Sem dúvida, um grande marco na vida dos integrantes da banda que, além da bagagem, retornaram para casa com grandes ensinamentos. “O maior aprendizado desta viagem foi a prova de que Deus está cuidando de tudo. Por algumas vezes pensamos em não ir, devido a algumas dificuldades que surgiram e até a possibilidade de não nos encontrarmos com o Padre Zezinho. Mas Deus tinha algo maior para nós além do encontro com o padre. Tinha que nos mostrar que devemos nos abandonar nas suas mãos e sermos conduzidos por Ele que tem um plano que nós não conhecemos e entendemos, mas que Ele nos sustenta na esperança e na fé”, destacou Regina.

No caminho para casa o grupo passou pelo Santuário Nacional, em Aparecida e na Canção Nova, em Cachoeira Paulista. Ambos serviram para aflorar a espiritualidade do fim de semana.

Reportagem e fotografias de Lucas Silveira

COMPARTILHAR