Procissão deixa centro de São João del-Rei repleto de fiéis

Fé, oração, devoção. Palavras que podem traduzir a noite do último domingo, 16. Igreja repleta; largo lotado de fiéis. Todos à espera do início da procissão em honra a Nossa Senhora do Carmo, na histórica cidade de São João del-Rei.

Percorrendo as ruas do centro histórico da cidade, fiéis demonstravam seu amor e devoção a Maria com o título do Monte Carmelo. Para Tiago Felipe, membro da Ordem Terceira a 17 anos, a festa tem uma emoção especial. Ele, que percorreu todo o trajeto carregando nos ombros o andor com a Imagem de Nossa Senhora traduziu os sentimentos: “É muita emoção poder conduzir o andor de Nossa Senhora pela cidade, a lágrima no rosto e o nó na garganta já começam antes de sair da igreja”.

Sobre peso, incômodo e cansaço, o jovem é claro: Maria fornece força. “Peço força para não desanimar no trajeto, por mais que os outros irmãos sejam da mesma altura sempre um pouco de peso acaba ocorrendo para todos. Os ombros e a coluna doem e muito, mas a dor logo é inibida quando paramos e algum devoto louva a Maria da sua forma, confesso que admiro muito as homenagens simples e chego a chorar quando vejo alguém perto de mim sussurrando por uma graça atendida”, explica.

Sentimentos não tão diferentes de Adriana Zim que intensificou sua devoção durante uma passagem de dor em sua vida. “Fiquei emocionada ao ver o número de pessoas na festa. Não contive a emoção ao ouvir o padre Antonio (Claret) na chegada. O calor dos aplausos, os fogos de artifício, tudo fizeram estremecer dentro de mim”, explica a devota que realizou seus votos na ordem no início de julho. “Fiz meus votos junto com meu filho João Batista. Para mim tudo isso se transforma numa grande emoção movida pela fé. Eu chorei na coroação de Nossa Senhora. Fico emocionada”, destaca.

Emoção sentida também por Simone Isabel, que participou, ativamente, de toda a festividade. “Foram vários os momentos que me deixaram emocionada, desde a manhã até o último ponto da programação. Ver as pessoas se espremendo, buscando estar mais perto da imagem, símbolo de devoção, foi lindo”.

Na chegada da procissão, palmas, sinos e fogos embalaram a emoção dos fiéis, acompanhado pelo canto da Ave Maria entoado, da sacada, pelo pequeno Pedro Martins. Após o cortejo, os fies se dirigiram para o interior da igreja para a benção do Santíssimo Sacramento e o canto do Te Deum Laudamus. A festividade prossegue até quinta-feira, 20, com o tríduo em honra a Santo Elias, patriarca da Ordem Carmelita.

Fotografias de Sidney Portela Lima Saab

Vídeo de Luiz Fernando Zanetti

COMPARTILHAR
22 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Cursa Comunicação Social/Jornalismo na Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).