XXIII Domingo do Tempo Comum

Ev Lc 14, 25-33

“Qualquer um de vós, se não renunciar a tudo o que tem, não pode ser meu discípulo!” (Lc 14, 33)

Discípulo é todo aquele que se abre à orientação de um mestre, para que possa conhecer melhor os ensinamentos a serem colocados em prática na sua vida. No mês de setembro, o Mês da Bíblia, a proposta da Igreja para nós é que, através do Livro do Profeta Miquéias, sejamos capazes de nos comprometer mais profundamente no seguimento a Jesus Cristo na luta pela justiça e pela prática da misericórdia. Ele é nosso Mestre. Só que este Mestre é exigente! Para segui-lo, exige-se compromisso radical, onde poderemos perder valores importantes ou até pessoas, para que Ele possa ocupar o centro de nossa vida.

Na realidade em que estamos vivendo, temos a tentação de construir nosso próprio caminho na vivência da fé, encontrando sempre desculpas para justificar nossa omissão e comodismo. Jesus falou abertamente ao discípulo que vai atrás d’Ele, deve ter a coragem de carregar a cruz. Se Ele, que é o Filho de Deus, passou pela humilhação, pelo despojamento, pela incompreensão, pela morte injusta na cruz, a nós como cristãos e discípulos, coloca-se esta exigência.

A partir desta passagem do Evangelho, é necessário avaliarmos nosso comprometimento com Jesus Cristo e concretamente nos perguntando: como temos assumido as consequências do seguimento a Ele? Caso não cuidarmos, ficaremos cristãos medíocres, cumprindo deveres, olhando os que de fato colocaram Jesus no centro de suas vidas e nos dando por satisfeitos de termos sido batizados, em participar de alguns momentos da vida eclesial, ou fazer algumas devoções que nos aliviem a consciência. Ser discípulo-missionário de Jesus deverá nos levar ao processo de conversão constante para nos desinstalarmos de nossa comodidade e apostar tudo na pessoa de Jesus Mestre e Senhor de nossa vida. Saber renunciar pequenas coisas do cotidiano nos levará a renunciar outros bens maiores por causa de Jesus Cristo e do Reino de Deus.

D. Célio de Oliveira Goulart – Bispo Diocesano

COMPARTILHAR
22 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Cursa Comunicação Social/Jornalismo na Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).