Após restauração, capela do Séc XVIII volta a receber visitas em São João del-Rei

A Paróquia da Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar tem a alegria de apresentar a Capela de Nossa Senhora da Piedade totalmente restaurada. O trabalho de resgate artístico foi coordenado pela restaurador Carlos Magno de Araújo e custeada pelo Fundo Municipal de Patrimônio e pela Paróquia da Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar.

A Capela de Nossa Senhora da Piedade foi construída em 1745 em frente à antiga Cadeia Pública (hoje Museu de Arte Sacra). Os presos assistiam a missa através das grades. Com a transferência da cadeia para a Casa de Câmara e Cadeia, em 1850, a pequena capela passou a ser utilizada como Passo da Paixão nas celebrações da Quaresma e da Semana Santa.

“A preservação da capela é uma forma de se manter vivo o testemunho de fé dos nossos antepassados, em Deus e na proteção da Virgem Maria. A Capela foi construída pela Irmandade de São Miguel e Almas na prática do cuidado da Igreja com os encarcerados, vivendo uma das dimensões da misericórdia. Se trata de uma bela arquitetura, expressão de cultura e beleza, com destaque na imagem de Nossa Senhora da Piedade, atribuída ao Mestre Valentim Correa Paes”, explica o pároco e incentivador da reforma, padre Geraldo Magela da Silva.

A Capela ficará aberta nesta terça-feira, 15, Dia que a Igreja festeja Nossa Senhora da Piedade, até às 18 horas para visitação e oração. O pequeno templo também ficará disponível para visitação as sextas-feiras, durante o dia.

Fotos de Carlos Magno e Marcos Luan
25 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).