Bispo Diocesano

Dom José Eudes Campos do Nascimento

Dom José Eudes nasceu no dia 30 de abril de 1966, em Barbacena/MG. É o sétimo filho do casal, João Batista do Nascimento e Virgínia Campos do Nascimento. Cursou o Ensino Fundamental na Escola Padre Sinfrônio – Barbacena (1973-1977); no Colégio Polivalente – Barbacena (1978-1980); no Colégio Tiradentes – Barbacena (1981-82).

Ingressou na Congregação de São João Bosco, os salesianos, realizando o aspirantado em Cachoeira do Campo (1983). Terminada esta etapa foi encaminhado para a casa dos salesianos, em Pará de Minas, onde permaneceu durante quatro anos, até concluir o Ensino Médio no Colégio Sagrado Coração de Jesus (1984 – 1987). Fez ainda um ano de filosofia em São João Del Rei (1988), ligado à congregação de Dom Bosco. Depois, transferiu-se para a Arquidiocese de Mariana. Fez o restante do curso de filosofia em Belo Horizonte, no Instituto Santo Tomás de Aquino (1989-1990). Terminado o curso de filosofia, foi para o Seminário São José, da Arquidiocese de Mariana, onde fez o curso de Teologia (1991 – 1994).

Foi ordenado diácono aos 15 de agosto de 1994, em Mariana. Exerceu o ministério diaconal em Congonhas, na paróquia Nossa Senhora da Conceição. Foi ordenado Sacerdote no dia 22 de abril de 1995, permanecendo ainda seis meses na paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Congonhas e, depois, aos 12 de novembro de 1995, foi nomeado pároco da paróquia de São Gonçalo, em Catas Altas da Noruega. Depois de seis anos e seis meses, foi transferido para a paróquia Nossa Senhora do Rosário, em Rio Pomba. Nessa cidade, exerceu o seu ministério por sete anos, sendo posteriormente transferido para a paróquia de Santa Efigênia, em Ouro Preto.

Durante o exercício do seu ministério, assumiu várias funções na Arquidiocese de Mariana: Assessor da Pastoral da Juventude; representante dos presbíteros da Arquidiocese de Mariana, eleito, por duas vezes; vigário episcopal da Região Pastoral Mariana Norte; diretor espiritual do Seminário São José da Arquidiocese de Mariana; membro do colégio dos consultores, do conselho presbiteral e do conselho episcopal.

Em 27 de junho de 2012 foi nomeado pelo Santo Padre Bento XVI Bispo da Diocese de Leopoldina, MG. Foi ordenado bispo no dia 15 de setembro de 2012, na Praça da Matriz de Nossa Senhora da Piedade, em Barbacena/MG, tendo como bispos ordenantes Dom Geraldo Lyrio Rocha, Dom Gil Antônio Moreira e Dom Francisco Barroso Filho. No dia 30 de setembro de 2012, foi a sua posse Canônica na Catedral São Sebastião, em Leopoldina.

No dia 12 de dezembro de 2018, foi nomeado pelo Santo Padre Francisco, como Bispo da Diocese de São João del-Rei.

A cruz é símbolo da máxima e definitiva doação de Jesus Cristo, por amor ao Pai e a toda a humanidade. Neste sentido, a cruz presente no centro do escudo, simboliza o desejo de Dom José Eudes de deixar se envolver pela cruz do Senhor, fazendo do seu ministério um gesto de doação da própria vida a serviço de Cristo, por amor aos irmãos e irmãs.

O Coração de Jesus é o símbolo do bom pastor, que é manso e humilde de coração. Representa o desejo de Dom José Eudes de conformar sempre mais o seu coração, ao Sacratíssimo Coração de Jesus. Recorda ainda a data em que foi chamado para o ministério episcopal.

O Coração de Maria simboliza Nossa Senhora, Padroeira de Barbacena, cidade natal de Dom José Eudes, venerada sob o título de Nossa Senhora da Piedade. À virgem mãe, Dom José Eudes confiou seu ministério sacerdotal e agora confia o seu ministério episcopal.

O lírio e o esquadro são dois elementos que lembram a figura de São José Operário, Padroeiro da Paróquia de origem de Dom José Eudes, local onde foi batizado e recebeu a primeira Eucaristia. Lembram também o Seminário São José, onde Dom José Eudes fez os seus estudos teológicos.

Tanto Nossa Senhora quanto São José são modelos de amor a Deus e doação a serviço do Reino. Neste sentido, servem como inspiração para o ministério episcopal de Dom José Eudes. Lembram ainda a Sagrada Família e remetem assim ao espírito de unidade familiar.