Jovens são ordenados diáconos em São João del-Rei

A Diocese de São João del-Rei ganhou dois novos diáconos na manhã de sábado, 16 de setembro. Pela imposição das mãos de Dom José Eudes Campos do Nascimento os jovens Diego Adriano Ricardo e Rutiero Ruan de Carvalho, foram ordenados para o primeiro grau do sacramento da Ordem. Com a Catedral Basílica Nossa Senhora do Pilar repleta e com a presença de diversos padres e familiares, a celebração logo introduziu os participantes a esta festa da ordenação para o ministério do serviço.

Os diáconos estão encarregados de executar o “serviço do ministério de Deus”, deixando de ser um leigo e passando a pertencer ao grupo do clero. A palavra diácono surgiu a partir do grego diakonos, que significa “atendente” ou “servente”. De acordo com a doutrina, o diácono católico é o “servo de Deus”, espalhando a Sua palavra e ajudando a construir o Seu reino junto aos fiéis na terra, de acordo com as necessidades da igreja.

“Estou muito feliz desde que recebi a notícia de minha aprovação para o diaconato. Tenho vivido estes momentos de expectativa com o coração agradecido pelo chamado que Deus me fez e pela oportunidade de poder corresponder a este mesmo chamado na Igreja Particular de São João del-Rei. Busco renovar em mim aquele primeiro amor, aquele primeiro impulso, que me levou a seguir mais de perto o Senhor, procurando ter consciência de que a autêntica vocação consiste em amar e servir”, pontua Rutiero.

Sentimento similar ao de Diego. “O coração já bate mais forte na expectativa de mais um passo na caminhada vocacional. O Diaconato me aproximará ainda mais do Mistério celebrado, me configurando ainda mais a Cristo, através do anúncio da Palavra, da Caridade e do Serviço ais irmãos”.

A cerimônia foi presidida pelo bispo diocesano, Dom José Eudes Campos do Nascimento, e concelebrada por diversos padres do clero diocesano e visitantes. O rito essencial da ordenação diaconal é a imposição das mãos e a oração realizada pelo Bispo. Esta oração pede a Deus Pai que consagre os ordenandos como diáconos e que envie sobre ele os dons do Espírito Santo para que ele possa exercer com fidelidade o ministério de serviço.

“Quando somos ordenados diáconos entramos para o Sacramento da ordem para sempre. Depois, mesmo sendo ordenado presbítero, a graça do diaconato não passa. É a graça de servir como Cristo se serve”, explica o Vigário Geral da Diocese e Pároco da Catedral, Monsenhor Geraldo Magela da Silva.