Missa de Ação de Graças marca o 60º aniversário do Seminário São Tiago

O Seminário Diocesano São Tiago completa nesse ano de 2022 os seus 60 anos de existência e para celebrar a data, Dom José Eudes Campos do Nascimento, bispo diocesano, presidiu uma Missa em Ação de Graças, na última sexta-feira, 29, na Catedral Basílica Nossa Senhora do Pilar. A celebração contou com a presença de padres, seminaristas e leigos e leigas colaboradores da instituição religiosa.

Segundo o reitor do seminário, padre Javé Domingos, a data é um grande momento celebrativo e marca grandes histórias. “Nós estamos fazendo esses louvores à Deus por esses 60 anos e tantos frutos dados ao terreno da Igreja, através do seminário São Tiago. Tempo marcado por lutas e vitórias, dificuldades e conquistas. De muitos desafios, de recursos escassos e de uma vida aos limites da simplicidade. O Seminário soube se reinventar e superar com fé e criatividade, permitindo perceber a ação de Deus ao longo do tempo. Agora é tempo de agradecer, colocar no altar o tempo da Graça de Deus”.

A sua criação se deu no dia 29 de abril de 1962, por ato de Dom Delfim Ribeiro Guedes. A história foi recordada por Dom José Eudes, durante a homilia. “Quantas maravilhas vamos percebendo ao longo desses 60 anos de existência do nosso Seminário. Um dos fatores importantes para a criação da Diocese foi o fato da nossa região sempre foi rica em vocações. Grandes foram os esforços para a concretização do sonho do nosso Seminário, ordenado na própria bula papal”.

Ao final da celebração, os seminaristas, juntamente com toda a assembleia, entoaram pela primeira vez o hino do Seminário. O cântico é de autoria do professor e musicista são-joanense, Abgar Campos Tirado e fala sobre a história, o padroeiro e utiliza de metáfora para falar sobre a semente da vocação. É no Seminário que tem início o processo de amadurecimento da vida espiritual de um vocacionado ao sacerdócio, por meio de uma rotina de oração individual e comunitária.

Com o lema “Christum ferent” (Levarão Cristo) gravado no brasão, a instituição busca mostrar que ali os jovens encontrarão a paz e a pureza vivendo debaixo da proteção maternal de Nossa Senhora do Pilar e onde se formarão, no zelo do Apóstolo São Tiago, como futuros portadores de Cristo.

Até o final do ano, outras celebrações estão previstas na programação comemorativa.

Imagens: Lucas Silveira | Fabíola Ribeiro

27 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).