Piedade do Rio Grande festeja padroeira

Piedade do Rio Grande amanheceu em festa na última sexta-feira, 15, para homenagear a padroeira, Nossa Senhora da Piedade. Celebrações de missas, procissão, café compartilhado, carreata e bênção marcaram a programação festiva.

A invocação ao título mariano teve início no século 12. Após expansão, em 1482, o Papa Sixto IV, mandou preparar uma Missa intitulada de “Nossa Senhora da Piedade” para ser introduzida no Missal e, em 1727, o Papa Bento XIII inscreveu no Calendário romano a festa das “Sete Dores da Bem-aventurada Virgem Maria”.

Em Minas Gerais, a devoção a Nossa Senhora da Piedade tem quase 300 anos. Maria, a partir do título de Nossa Senhora da Piedade, foi reconhecida padroeira dos mineiros por São João XXIII, papa da igreja. A solenidade de consagração do Estado a Nossa Senhora da Piedade foi celebrada no dia 31 de julho de 1960.

No território da Diocese, a data marca a festa na cidade de Piedade do Rio Grande. Construída em 1748, a capela mariana de Piedade do Rio Grande é fruto de uma devoção à Virgem da Piedade pelos jesuítas nos Campos dos Goytacazes, antigo nome de Minas Gerais. Provavelmente esse culto foi criado pelos jesuítas, que quando perseguidos pelo Marquês de Pombal, refugiaram-se na serra de Caeté (hoje Serra da Piedade) e, pelo trabalho da evangelização, fizeram a devoção chegar a outras regiões da antiga Capitania das Minas Gerais.

“Ao olharmos, nós queremos depositar toda a nossa confiança, esperança, nessa mãe que ama, acolhe, cada um de nós que somos seus filhos. A mãe da Piedade que durante diversos momentos da nossa vida nos ampara e proteção constante do nosso dia a dia. Nós, com filhos devotos, queremos assumir nosso grande compromisso de viver essas grandes lições deixadas por ela, para nós, seus filhos. Tenho certeza que cada um de nós temos muitas coisas para pedir e, principalmente, agradecer. Ela está sempre olhando por nós, sobretudo, nos momentos mais difíceis de tribulação e doenças. Tenhamos a certeza que a mãe da Piedade é o amparo constante em nossa vida”, pontua Dom José Eudes Campos do Nascimento, bispo diocesano de São João del-Rei.

Este ano a festa tem como tema “Senhora da Piedade, ensina-nos o caminho para Jesus, à toda prova”. A programação festiva seguiu até domingo, 17.