São-joanenses festejam São José no dia dedicado ao trabalhador

No Dia Internacional do Trabalho milhares de brasileiros recorreram à São José Operário para fazer pedidos ou agradecimentos. Através da intercessão do santo, muitos buscam conquistar uma vaga no mercado de trabalho. Em São João del-Rei não foi diferente. A paróquia dedicada ao santo, no bairro Tijuco, contou com uma programação especial para festejar o padroeiro.

Ao longo de todo o sábado, dia 01º, os fiéis puderam ir até a carpintaria de São José Operário para recorrer a ele pedindo que os livre de todo mal e continue intercedendo pela Igreja, pelo povo, pelas famílias e pelo fim da pandemia do coronavírus.

A capela do Santíssimo Sacramento esteve aberta das 07h às 18h15 para veneração da imagem de São José. Houve a celebração de missas em diversos horários, a fim de atender a demanda de mais fiéis, seguindo os protocolos de higienização e distanciamento social da pandemia do Covid-19.

Helena Dias Nascimento tem apenas 3 anos e já é uma grande devota de São José.

Com apenas 3 anos, Helena Dias Nascimento levantou cedo para festejar o santo. Segundo ela, sua devoção é desde sempre, sua família mora próxima a igreja de São José e sempre estimulou a prática devocional. Logo quando aprendeu a falar, a pequena já cantava o hino do padroeiro. Um verdadeiro amiguinho do céu, pontua.

O dia começou com a missa em Ação de Graças pelos 89 anos de vida do Monsenhor Juvenal Vaz Guimarães Filho, pároco emérito e querido colaborador da paróquia. Em seguida houve a Santa Missa Solene, presidida pelo bispo diocesano, Dom José Eudes Campos do Nascimento. Além do pároco, padre Vinícius Campos, a celebração contou ainda com a presença do padre Jorge Wilson Fonseca, pároco da Paróquia de Nossa Senhora da Piedade, em Piedade do Rio Grande.

Para encerrar as festividades no dia festivo, foi realizada a última missa, presidida pelo pároco da Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar e Vigário Geral da Diocese, Padre Geraldo Magela da Silva.

A programação seguiu no domingo, 02, com a Procissão Motorizada. A venerada imagem de São José Operário pode percorrer as ruas do bairro do Tijuco, que estavam enfeitadas e com o povo esperando a passagem do padroeiro.

Ano de São José

Em comemoração aos 150 anos da proclamação de São José como guardião universal da Igreja, pelo Papa Pio IX, o Papa Francisco concedeu um grande presente à Igreja, o “Ano de São José”, através da Carta Apostólica Patris Corde  “Coração de Pai” .

A convocação do ano temático nasce do coração paternal de Francisco, que deseja chegar ao coração de todos os católicos, convidando cada um a conhecer melhor o pai adotivo do Senhor e a sua importância no plano salvífico de Deus. Sem dúvida o santo é um grande intercessor que inspira fé e instiga grandes práticas devocionais. Mas, afinal, por que ser devoto de São José?

Dia do Trabalhador

Quem olhar para o “artesão de Nazaré” com confiança para encontrar um trabalho e para que ele seja digno para todos, poderá obter a indulgência plenária, estendida também a quem “confiar seu trabalho cotidianamente à proteção de São José”. Em 1º de maio de 1955, Pio XII instituiu a festa do santo “com a intenção de que a dignidade do trabalho fosse reconhecida por todos e que inspirasse a vida social e as leis, com base na divisão justa dos direitos e deveres”.

O arcebispo de Belo Horizonte/MG e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Walmor Oliveira de Azevedo, divulgou uma vídeo-mensagem destinada aos trabalhadores e às trabalhadoras do Brasil, com especial atenção aos trabalhadores da saúde que têm doado a vida em favor dos doentes, prestando serviços essenciais e contribuindo para mitigar os efeitos da pandemia.

Informações: paroquiadotijuco.com.br

26 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).