Tradicional festa de Ibituruna é reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial

O Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Arquitetônico de Minas Gerais (IEPHA) divulgou nesta semana o anuncio reconhecendo a Festa de São Gonçalo do Amarante como Patrimônio Cultural Imaterial de Ibituruna. A celebração é caracterizada pelas danças tradicionais do povo ibiturunense que envolve o povo e os sacerdotes em um grupo de vozes e gingados.

Através de pesquisa histórica e analises antropológicas, levantamentos fotográficos e audiovisuais foi elaborado um dossiê, em dezembro de 2019, e enviado ao Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. No processo de Registro, que é diferente do tombamento, se reconheceu as características imateriais, como os rituais, as danças, as músicas e os demais gestos que integram o Bem Cultural.

O processo foi aprovado sem ressalvas pelos analistas de modo que o bem Cultural está oficialmente registrado pelo município e reconhecido pelo Estado. Com esse reconhecimento fica estabelecido o Plano de Salvaguarda, um conjunto de ações articuladas entre o detentor do bem (paróquia e comunidade) e o poder público, com o objetivo de apoiar a manifestação cultural na continuidade e reforçar a preservação.

Informações: Prefeitura de Ibituruna

25 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).