Com igrejas repletas, fiéis recebem a benção da garganta em dia dedicado a São Brás

Quando uma criança esta engasgada é comum ouvir as pessoas gritarem “São Brás”, invocando a proteção do santo para aquele momento. O motivo vem do fato dele ser aclamado protetor contra os males da garganta e, em vida, ter salvado a vida de um garoto, que estava para morrer, por ter engolido uma espinha de peixe.

Festejado nesta segunda-feira, 03, milhares de fiéis procuram as igrejas na data para receber, das mãos do sacerdote, a benção da garganta. Na Paróquia de Matosinhos, em São João del-Rei, diversas pessoas acordaram bem cedo e participaram da missa dedicada ao santo. Assim como na Matriz do Pilar, outras Paróquias da Diocese também devem realizar o rito.

Durante a benção, o sacerdote traz consigo, na mão esquerda, duas velas bentas, em forma de cruz, ligeiramente abertas. Elas são comprimidas de encontro à garganta da pessoa, no momento em que se é pronunciado: “Por intercessão de São Brás, Bispo e Mártir, defenda-te Deus contra os males da garganta e contra qualquer outro mal, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.”

São Brás nasceu na Armênia, foi médico e depois bispo de Sebaste, onde sofreu o martírio por não sacrificar aos deuses pagãos.

25 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).