Formação reúne coordenadores da IAM e da JM do Regional Leste 2 da CNBB

O encontro de coordenadores diocesanos da Infância e Adolescência Missionária (IAM) e da Juventude Missionária (JM) do Regional Leste 2 da CNBB, que compreende os estados do Espírito Santo e Minas Gerais, foi realizado em Belo Horizonte/MG, no período de 4 a 6 de março.

O evento foi articulado pelo Conselho Missionário Regional (Comire) Leste 2 e pelas coordenações da IAM e da JM dos dois estados. A assessoria ficou a cargo das Pontifícias Obras Missionárias (POM). O EDIJAM acontece anualmente e seu objetivo é promover formação para os coordenadores da IAM e da JM. Esta edição foi assessorada pelo padre André Luiz de Negreiros, secretário nacional da IAM.

f8974fce-ae6b-47b7-9ba7-0fb99cf7a610Na formação, padre André apresentou as realidades atuais de vulnerabilidade em que se encontram as crianças no mundo e como a IAM deve agir nestas realidades. Trabalhou também sobre o método e as linguagens na evangelização deste público, mostrando que os assessores devem trabalhar “a partir da criança” e não “para a criança”.

O sacerdote reforçou a importância do carisma das Obras Missionárias e apresentou a 4ª Jornada Nacional da IAM, que tem como tema “A IAM do Brasil a serviço da Europa”. Neste ano os cofrinhos das crianças e adolescentes da IAM do Brasil serão enviados à Europa, em prol das crianças vulneráveis nas migrações que acontecem naquele Continente. O tema “A IAM nas escolas” também foi abordado no encontro.

Sobre a Obra da Propagação da Fé foi apresentada a Jornada do Jovem Missionário (JJM), que neste ano aborda a temática da cultura do Bem Viver, norteada pela Encíclica do papa Francisco, a Laudato si’.

Os participantes do encontro foram informados sobre o Projeto Indonésia, uma campanha de arrecadação de fundos em benefício das crianças da Indonésia em vulnerabilidade social. Lá elas são escolarizadas por meio de um projeto realizado pelas irmãs da congregação Pauperis Infantis Jesu.

d122d494-3a73-473d-a2e1-be6f0824ac5cHouve espaço para os testemunhos dos jovens participantes da Missão Sem Fronteiras, realizada pelas POM. Além da formação os coordenadores da IAM e da JM do Espírito Santo e Minas Gerais puderam se reunir durante o encontro para trabalhos em equipes e para articular as atividades em cada estado.

Tobias Careta Montanaro, representante da JM da diocese de Cachoeiro de Itapemirim (ES) elogiou o evento. “Este encontro foi muito importante para direcionar toda a caminhada dos grupos de IAM e de JM nos estados”, afirmou o jovem.

Para Sandra Bonine, coordenadora da IAM da diocese de Itabira-Coronel Fabriciano (MG), o encontro ficou marcado por uma frase dita pelo assessor “Não podemos dar respostas velhas às perguntas novas” e afirmou a necessidade de se trabalhar o carisma das Obras Missionárias nos encontros de formação. “Volto com o coração cheio de esperança, com ardor missionário renovado e com o sentimento de pertença ainda maior à família das Pontifícias Obras Missionárias”, testemunhou a coordenadora.

6e05b94c-80e1-4108-8a19-180da5d82339No encontro houve a participação de jovens que estão na coordenação da JM e que vêm de uma longa caminhada nas obras, desde a Infância Missionária. “A IAM e a JM são verdadeiramente uma família. Amo as Obras. Comecei aos sete anos na IAM e hoje estou servindo na coordenação diocesana da IAM da arquidiocese de Montes Claros”, disse o jovem Isaías Pimenta. E completa: “As Obras Missionárias são as principais manifestações da missão em nossa igreja”.

O evento também contou com vários momentos de animação e uma noite de recreação. As atividades foram encerradas com celebração de envio dos participantes às suas dioceses.

Da Diocese de São João del-Rei, Lucas Silveira, coordenador diocesano da Infância, Adolescência e Juventude Missionária, marcou presença no evento e partilhou as vivências realizadas pelos mesmos na Paróquia Senhor Bom Jesus de Matosinhos, em São João del-Rei.

Fonte: www.pom.org.br

26 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).