1º Domingo da Quaresma

Lc 4,1-13

“NÃO SÓ DE PÃO VIVE O HOMEM”

Com a celebração da 4ª feira de cinzas Iniciamos o Tempo Quaresmal. Este tempo tem a finalidade de preparar o povo para a Páscoa. A liturgia quaresmal conduz à celebração do Mistério Pascal, mediante a lembrança do batismo e da penitência.

No que diz respeito às leituras bíblicas estamos no ano C do Lecionário, os textos de Lucas colocam em destaque a Misericórdia de Deus e o convite para acolhê-la.

O Evangelho do 1º Domingo da quaresma é retirado de Lc 4,1-13 e vemos o episódio das tentações de Jesus. A perícope constrói-se em torno de um diálogo em que tanto o diabo como Jesus citam a Escritura para fundamentar a opinião de cada um.

A 1ª tentação sugere que Jesus poderia ter optado por um caminho de facilidades e de riqueza, utilizando a sua divindade para resolver qualquer necessidade material. A resposta de Jesus mostra que o caminho do Pai não passa pela acumulação egoísta de bens.

A 2ª tentação mostra que Jesus poderia ter escolhido um caminho de poder, aos moldes dos grandes da terra. Jesus sabe que esses esquemas são diabólicos e que não entram nos planos do Pai.

A 3ª tentação do evangelho revela que Jesus poderia ter êxito fácil em sua missão, mostrando o seu poder através de gestos espetaculares e sendo admirado e aclamado pelas multidões. Jesus sabe que não se deve utilizar os dons de Deus com um fim egoísta e interesseiro.

A perícope do evangelho mostra os dois caminhos que estão diante de Jesus. De um lado, está a proposta do diabo: que Jesus realize a sua missão na história da salvação como um Messias triunfante e poderoso. Do outro, está a escolha de Jesus: um caminho de obediência ao Pai, que elimina qualquer concepção do messianismo como poder.

Referências

BERGAMINI, Augusto. Cristo a Festa da Igreja. São Paulo: Paulinas, 1994. p.268.

www.dehonianos.org