2º Domingo do Tempo comum

Jo 1,29-34

‘Aquele sobre quem vires o Espírito descer e permanecer, este é quem batiza com o Espírito Santo’.

O nosso evangelho deste domingo narra o episódio do encontro entre Jesus e o Batista na perspectiva do evangelho de João. Nesse excerto bíblico o nosso evangelista quer comunicar quem é Jesus. João quer mostrar que Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo; e é o Filho de Deus que possui a plenitude do Espírito.

Ao afirmar que Jesus é o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, o evangelista João evoca as imagens do Antigo Testamento. A figura do Cordeiro recorda imagem do “servo de Iahweh” de Isaias (servo sofredor), relembra também o cordeiro pascal, símbolo da ação libertadora de Deus em favor de Israel. A figura do cordeiro significa que Jesus é aquele que vem salvar as pessoas, mas salvar de que? Do Pecado. Ele veio para tirar “o pecado do mundo”.

Repare que a palavra pecado está no singular. Esta palavra quer designar o modo como o evangelista João compreende o pecado. De acordo com o evangelho joanino, pecado é a recusa da proposta de vida oferecida por Deus. É dessa recusa que resulta o pecado histórico, que assola o mundo e oprime os homens.

Uma outra afirmação importante é o fato de reconhecer que Jesus é o Filho de Deus que possui o Espírito Santo e batiza com o mesmo Espírito. O quarto evangelista ao afirmar que Jesus é o Filho de Deus quer nos dizer que Ele é o Deus que se faz pessoa, que vem ao encontro dos seres humanos, que monta a sua tenda no meio da humanidade, a fim de oferecer a plenitude da vida divina. A sua missão consiste em eliminar “o pecado” que torna o homem escravo e que o impede de abrir o coração a Deus. Dizer que o Espírito desce sobre Jesus e permanece sobre Ele sugere que Jesus possui definitivamente a plenitude da vida de Deus, toda a sua riqueza, todo o seu amor.

Que ao ler esse evangelho possamos reconhecer Jesus como “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”. Ele é o Deus que vem ao nosso encontro, investido de uma missão pelo Pai; e essa missão consiste em salvar os seres humanos do pecado que nos oprime e nos impede de ter acesso à vida plena.