A fé: fonte criadora das belezas da criação

“A fé é amor, e por isso cria poesia e música. A fé é alegria, e por isso cria beleza.”, em uma das audiências gerais em 2008, o Papa Bento XVI ao tratar sobre Romano, o Melodista, padre da Igreja dos primeiros séculos, o Papa destacou que a fé é amor, é alegria e por isso cria a beleza.

A fé é fruto da experiência particular com o Senhor, e por meio desta experiência aumenta em nós o amor e a alegria de poder estar com o Senhor e por isso criamos coisas magnificas. A música, a poesia, são frutos da alegria e do amor que a experiência com Jesus nos proporciona.

Claro que, tal vivência é ímpar para cada ser humano e pode ser vivida de diversas formas, não apenas num meio religioso, mas em todos os âmbitos da vida. Poetas, músicos, escritores, artistas, criam suas obras a partir do amor e da alegria que sentem transbordar de seus corações e almejam exteriorizá-las da melhor forma possível para o mundo.

Foi por amor que o mundo foi criado. Com amor tudo floresce, cresce e transborda de alegria nos corações dos seres humanos, ao verem as grandezas da criação. Numa simples flor que desabrocha à uma paisagem exuberante, o ser humano deslumbra a imensidão do amor divino e da alegria que lhe causa contemplá-la.

As grandes músicas de Bach, Mozart, Beethoven, Vivaldi, demonstram tamanha alegria e amor que estes homens tiveram em sua fé; em sua vida. Homero, Agostinho, Dante, Goethe, entre tantos outros grandes poetas, marcaram a humanidade com suas obras, pois o que escreveram não eram apenas palavras jogadas ao vento, mas traziam além de um significado, um sentimento profundo que nascia do fundo de seus corações.

A fé viva, edifica o ser humano; transforma-o e conduzi-o ao Amor pleno que é Deus. Se a fé está viva, nada daquilo que é criado fica no passado, mas permanece presente na vida da humanidade.

Logo, devemos estar atentos com aquilo que realizamos em nossas vidas. Se está sendo feita com amor e alegria; com fé, ou apenas uma realização qualquer. O que fazemos durante a nossa vida, ecoará durante a eternidade.

 

Fonte: A12