Aclamada como santa dos impossíveis, Santa Rita é festeja em Ritápolis

Conhecida entre os católicos como a santa das causas impossíveis, o dia de Santa Rita de Cássia foi comemorado no último domingo, 22, na pequena cidade mineira de Ritápolis. Milhares de fiéis se fizeram presente na celebração de missa e procissão. Grandes atos de fé e devoção.

Ritapolitano, padre Nélio José dos Santos recordou um momento da vida de Santa Rita e seu ensinamentos. “Santa viveu de uma forma santa todos os dias da sua vida. Uma mulher forte que dava sinais da presença de Deus em todos os momentos, inclusive de tribulações. Onde o amor acontece, ele se santifica”.

No dia maior da festa, a programação contou com diversos momentos de missa e procissão pelas ruas da cidade. Altares improvisados, balões, flores e velas enfeitaram o cortejo da santa. “Fiquei muito emocionada. Pude sentir que ela está perto de mim”, pontuou a devota, Larissa Resende. Sentimento similar o de Beatriz. “Tudo que peço a Santa Rita ela me atende. Tenho muita fé”, destaca.

E foram muitos os que percorreram o trajeto “pagando promessa”. Aos 72 anos, dona Celina Andrade seguiu o percurso em sinal de agradecimento. “Um rapaz invadiu minhas terras para pegar eucalipto mas, acabou se acidentando e cortando o rosto com a motosserra. Na mesma hora pedi a minha santinha para protegê-lo. Mesmo todo machucado, o sangue estancou, dando tempo de chegar ao médico. Foi um susto, mas ela me ajudou”, recorda a senhora da cidade de São Tiago.

Santa Rita de Cássia nasceu na Itália em 1381, casou, teve filhos, mas passou os últimos 14 anos de vida em um convento. A canonização só aconteceu em 1900. A ela são atribuídos vários milagres.

*Em breve mais fotos da festa