Através da oração, Papa Francisco pede força e conforto diante da pandemia

O Papa Francisco dedicou alguns minutos à adoração ao Santíssimo Sacramento, depois de concluir a Missa celebrada nesta terça-feira, 17, na Casa Santa Marta, para pedir força e conforto diante da pandemia de coronavírus COVID-19.

Antes de conceder a bênção final, o Santo Padre expôs o Santíssimo no ostensório sobre o altar da capela de Santa Marta e, por alguns minutos, rezou em silêncio. O Pontífice ofereceu a Missa de pelos idosos “que sofrem este momento de modo particular, com uma solidão interna muito grande e por vezes com tanto medo”.

O Papa exortou a que “peçamos ao Senhor que esteja próximo dos nossos avôs, nossas avós, de todos os anciãos e lhes dê a força. Eles nos deram a sabedoria, a vida, a história. Também nós nos fazemos próximos deles com a oração”.

Como outros países europeus e do mundo, a Itália tem experimentado há dias uma situação de confinamento de cidadãos e bloqueio como medida para deter a epidemia de coronavírus. Segundo o governo italiano, até 16 de março, 23.073 pessoas testaram positivo para coronavírus, das quais 2.158 morreram.

Nesta quarta-feira, 18, durante a Missa na capela da Casa Santa Marta, Francisco dirige uma oração especial pelos agentes de saúde que morreram socorrendo os doentes de coronavírus.

Na homilia, o papa recorda que Deus é sempre próximo de nós e neste momento difícil nos pede para sermos próximos uns dos outros. “Rezemos hoje pelos defuntos, aqueles que por causa do vírus perderam a vida; de modo especial, gostaria que rezássemos pelos agentes de saúde que morreram estes dias. Deram a vida no serviço aos doentes”.

Informações: ACI Prensa / vaticannews

25 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).