Bispo preside missa e recorda 3º ano da morte de Dom Célio Goulart

A Cúria Diocesana de São João del-Rei amanheceu nesta terça-feira, 19, em clima de saudade e gratidão. A data marca o terceiro ano de morte de Dom Célio de Oliveira Goulart. O religioso faleceu aos 73 anos, após uma luta contra um câncer de pâncreas.

Do interior da Capela da Residência Episcopal, Dom José Eudes presidiu a celebração da Santa Missa, juntamente com o secretário adjunto da CNBB, padre Dirceu Medeiros, sua mãe, Dona Virgínia, e demais funcionários da Cúria.

Exemplo de humildade, sabedoria e amor ao próximo, Dom Célio cativava as pessoas por onde passava, independente da idade. Uma marca de fé e simplicidade. “Sem duvida um grande exemplo para todos nós cristãos, principalmente para quem conheceu e conviveu de perto. Sua humildade, simplicidade, amor pela Igreja, seguindo os passos de São Francisco de Assis. Hoje, reunidos, pedimos a ele, que está junto de Deus, para que continue olhando por nós e por nossa Diocese”, destacou Dom José Eudes Nascimento, durante a homilia.

Para padre Dirceu Medeiros, amigo de Dom Célio, a celebração da missa é uma forma de preservar e manter viva a memória de Dom Célio na Diocese. “É um gesto de humildade e sensibilidade de Dom José Eudes em preservar essa bela memória. Dom Célio nos deixa esse exemplo, essa marca. Acompanhei de perto seus últimos momentos, o enfrentamento da doença, e em meio as dificuldades ele sempre se manteve firme e fervoroso”.

Natural de Piracema, pequena cidade no oeste mineiro, Dom Célio tomou posse como bispo da Diocese de São João del-Rei no dia 17 de julho de 2010, exercendo a função durante 7 anos, até janeiro de 2018.

26 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).