Campanha para a Evangelização reforça o compromisso do cuidado

“Cuida dele”. A frase presente na parábola do Bom Samaritano, narrada no Evangelho de Lucas, é o lema que animará a Campanha para a Evangelização deste ano. A iniciativa que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) propõe à Igreja no Brasil para o período do Advento convida à reflexão de como o Natal de Jesus inspira o compromisso do cuidado, por isso a inspiração samaritana.

A perspectiva do cuidado está presente já na marca da campanha, que remete à parábola do Bom Samaritano. O cartaz destaca as três dimensões indicadas a partir das novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE 2019-2023). Anúncio da Palavra, os pobres e a comunidade estão estreitamente relacionados aos pilares que as diretrizes estabelecem como figura da comunidade eclesial missionária.

O objetivo da Campanha para a Evangelização é motivar os fiéis a participarem efetivamente da missão da Igreja por meio do testemunho de vida, de ações pastorais específicas e da garantia de recursos para a ação pastoral.

Uma das grandes motivações para a realização da iniciativa, como explica o secretário-executivo de Campanhas da CNBB, padre Patriky Samuel Batista. “É a conscientização sobre a importância do compromisso evangelizador que deve ser assumido por cada cristão e o despertar para a corresponsabilidade pelo sustento das atividades pastorais da Igreja”.

Daí surge a proposta de gesto concreto da Campanha, que é a coleta promovida em todo o Brasil no terceiro domingo do Advento. Os recursos arrecadados são divididos entre as dioceses, os regionais e a CNBB para as iniciativas evangelizadoras, como as atividades de formação, a manutenção da CNBB nacional e também o financiamento de ações pastorais.

As contribuições deste ano serão feitas no terceiro domingo do Advento, nos dias 14 e 15 de dezembro. Ou seja, as contribuições são essenciais para que dioceses, especialmente as mais pobres, consigam realizar as ações pastorais de evangelização.

Os recursos arrecadados são distribuídos da seguinte maneira: 45% dos recursos ficam na própria diocese; 20% vão para o Regional da CNBB para as iniciativas evangelizadoras, como as atividades de formação, e 35% se destinam à CNBB nacional, onde o montante é usado para a manutenção da instituição e também para o financiamento de ações pastorais.

Este ano, a Campanha para Evangelização completa 21 anos. Aprovada pela 35ª Assembleia Geral da CNBB, em 1997, ela foi realizada pela primeira vez no advento de 1998.

Informações:

24 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).