Carrancas realiza campanha para restaurar imagem do século XVIII

Devotos de Santo Antônio da cidade de Carrancas se uniram com o intuito de arrecadar fundos para promover a restauração da imagem do santo, venerada na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição. A forma de arrecadação escolhida foi a de uma rifa beneficente no valor de 5,00, com prêmios doados pelo comércio local.

A imagem de roca, com 1,77m de altura, provavelmente foi esculpida no final do século XVIII, assim como seus acessórios (uma cruz e resplendor) datados de meados do século XIX e apresentados no livro do tombo da Matriz. A imagem ficava exposta na Capela de Santo Antônio, onde hoje se encontra a Capela de Nossa Senhora do Rosário, junto ao cemitério municipal. Após a demolição da capela primitiva, a imagem foi guardada na Matriz da cidade e ali permanece até hoje, visivelmente necessita de restauro.

“Restaurar a imagem de Santo Antônio é uma forma de promover o reconhecimento do seu valor histórico, artístico e devocional, além de preservar uma fatia da história e memória da população, reinserindo a mesma no cotidiano da comunidade. A imagem de roca faz parte da história da cidade e há muitos anos se encontra guardada, hoje desconhecida por muitos carranquences”, explica o arquiteto e incentivador da campanha, Lucas Vilela Souza.

A imagem sacra foi inventariada pela Secretaria de Cultura, Turismo e Meio Ambiente em 2018, trazendo como justificativa sua “Importância histórica e iconográfica”, já que a imagem é uma das mais antigas da cidade e apresenta características singulares em relação às outras encontradas.

A ficha de inventário ainda traz o estado de conservação da imagem como péssimo, dizendo que “O bem cultural necessita com urgência de procedimentos de conservação e restauração. Há partes faltantes, como orelha direita e o dedo anelar direito. O braço esquerdo encontra-se solto ao corpo. A imagem apresenta diversas trincas na cabeça, inserção de papel alumínio no resplendor metálico, substituição da roca e presença de insetos xilófagos na estrutura”.

Os bilhetes estão sendo vendidos à R$ 5,00 e podem ser adquiridos em diversos lugares: Escritório paroquial, Florarte Artesanatos, Pastelaria da Sacota, Lanchonete Nossa Casa, Salão da Valéria, aos finais das missas e com pessoas da comunidade.

26 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).