Comunidade de Lavras celebra 30 anos e festeja padroeiro, Sagrado Coração de Jesus

Comunidade do Sagrado Coração de Jesus, pertencente a Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Lavras, está celebrando seu Padroeiro e 30 anos de Fundação. As festividades começaram no dia 08 de Junho, com a Missa e benção do Santíssimo Sacramento. Na próxima sexta-feira, 16, a programação vai ter início logo cedo, com missa e e exposição do Santíssimo Sacramento às 06 horas. Na parte da tarde, às 19h,  vai haver Missa Solene, procissão, benção do Santíssimo e Ato de Desagravo ao Sagrado Coração de Jesus. A programação segue até sábado, dia 17, com homenagens ao Imaculado Coração de Maria.

Sobre a comunidade

Em Dezembro de 1992, uma moradora do Bairro foi pedir ao Padre Carlos Martinenghi (SCJ), que era Pároco da Paróquia de Santana, para celebrar missas no bairro. A pedido dele, foi realizada a Novena de Natal, por alguns fiéis do Bairro. Continuaram assim, celebrando a Missa nas casas.

Em uma conversa com o Bispo da Diocese na época, foi dito que o importante seria a Fé do povo, depois, deveriam procurar o templo. Em Junho de 1993, foi oficialmente criada a Comunidade, e a ideia, era de ter como Patrono o Bom Pastor, mas por estar no mês do Coração de Jesus, dedicaram-na a ele. O pároco, fez a doação de uma Imagem do Sagrado Coração de Jesus, que até então era da Sacristia da Matriz, e as procissões eram feitas com ela. As Missas eram nas quartas, e a Catequese que era na Matriz, começou a ser na Comunidade.

Em Março de 1995, foi doado um Terreno para a construção de um novo templo onde abrigariam mais pessoas. Durante todos esses anos, as missas seguiam sendo nas Casas, e em 2000, foi Adquirida uma casa, pois a construção do templo no lote doado iria demorar, e nela eram feitas as Celebrações. Essa casa foi desmanchada, sobrando apenas um quarto para servir de Capela do Santíssimo. E lá foi construída a primeira igreja da Comunidade. Com a compra, vieram as prestações, fazendo que os coordenadores passassem pelo bairro, de casa em casa, arrecadando doações para o pagamento. Foi celebrada uma Missa no Cruzeiro, como forma de juntar doações. Por volta de 2005, a nova Igreja começou a ser construída, e depois de pronta, segue até hoje como atual Templo da Comunidade.