Comunidade inicia novena em honra à Santa Clara

No dia 11 de agosto, a Igreja celebra a memória de Santa Clara, responsável pela criação das Clarissas, ordem contemplativa e feminina da Família Franciscana. A santa, que ainda é considerada a patrona da televisão e de seus profissionais, será homenageada na Paróquia São Judas Tadeu, em São João del-Rei. O dia maior da festa será na quinta-feira, 11.

A programação festiva teve início na terça-feira, 02, e conta com oração do terço e novena. este ano a festa tem como tema “Com Santa Clara caminhamos em missão”. Segundo o pároco, Padre Marcos Alexandre Pereira, a festa paroquial é um grande momento celebrativo. “Santa Clara tem uma grande importância na vida da Igreja. Celebra-la junto da comunidade é um grande momento de fé e de muitos ensinamentos”, garante o sacerdote.

Sobre a Santa

Clara nasceu em Assis no ano 1193, no seio de uma família da nobreza italiana, muito rica. Mas sua vida mudou radicalmente: Clara foi a primeira mulher da Igreja a se entusiasmar com o ideal franciscano.

Desde jovem adquiriu o hábito de rezar diariamente e se mortificar. Também exercitava com frequência a piedade cristã, distribuindo esmolas e atendendo com disponibilidade as pessoas necessitadas que a procuravam. Fazia isto espontaneamente, como demonstração de seu sincero e fervoroso amor a Deus.

Aos dezenove anos de idade, fugiu de casa se apresentou na igreja de Santa Maria dos Anjos, onde era aguardada por Francisco e seus frades. Nesta noite, fez uma oração de renúncia ao mundo “por amor ao Sagrado e Santíssimo Menino Jesus”. Entregou aos frades sua veste luxuosa e vestiu uma túnica de lã, semelhante a deles, ajustada ao corpo por um cinto de corda.

Clara viveu num mosteiro beneditino para conhecer o ritmo de uma vida comunitária. Depois, conduzida por Francisco, foi para o mosteiro de São Damião, formando com outras mulheres a ordem segunda Franciscana, depois chamadas de “Clarissas”.

Em 1216 Clara aceitou para a sua Ordem as regras beneditinas e o título de abadessa, mas manteve o carisma franciscano. A partir de 1224, Clara adoeceu e aos poucos foi definhando. De sua cela, através de visões, acompanhou o funeral de francisco. Por essas visões que pareciam filmes projetados numa tela, Santa Clara é considerada padroeira da televisão e de todos seus profissionais.

Clara morreu no ano de 1253 e foi proclamada santa dois anos após sua morte.

27 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).