Consistório da extinta irmandade de Tiradentes passa por restauração

Foi concluída a obra de restauração do Consistório da extinta irmandade de Nossa Senhora do Terço, na Matriz de Santo Antônio, em Tiradentes. Esse cômodo também já foi utilizado como cofre da Matriz, abrigando toda prataria.

Atrás do altar de Nossa Senhora do Terço, com acesso pela lateral direita da nave, abaixo do púlpito, está esse cômodo que já foi utilizado como sacristia da irmandade e também como cofre. Havia nele paredes de alvenaria, porta de metal, grades de ferro na porta e janela, barras de ferro no forro, além de uma chapa de metal cobrindo toda a madeira do verso do altar.

Foi realizada a demolição da alvenaria, retirada da chapa de metal (atrás dessa estava a pintura artística do terço em meio a arabescos), retiradas também as barras de ferro da porta e janelas. Todo assoalho foi trocado, foram restauradas as cimalhas, o forro e a parte posterior do altar, fazendo com que viesse à luz todo esse belo conjunto, que até então era desconhecido para tantas pessoas do nosso tempo.

Todo trabalho foi realizado pela Empresa Átrio, Conservação, Restauração e Artes, sob a guia do restaurador Cristiano Felipe Ribeiro, ao qual a Paróquia de Santo Antônio agradece por toda dedicação e competência nas várias obras de restauração realizadas.

O que é um Consistório?

Se trata de um espaço privativo para assembleia ou reunião de grupos e congregações laicas ou para religiosas. Nas arquiteturas religiosas do séculos XVIII, normalmente se encontra em cima da sacristia, por cima dos corredores com as tribunas, com várias sacadas, abrindo para o interior da capela.