Coronavírus: procissão das rogações reforça tradição contra pandemias e pestes

A sociedade tem vivenciado dias de muita angústia e incerteza frente ao avanço do novo coronavírus (COVID-19). Contudo, o que se sabe é que as pandemias foram consideradas na história como “flagelos divinos” e que a Igreja se opunha a elas através de oração e a penitência.

Essa celebração teve origem no século V, em consequência das calamidades que caíram sobre Viena. São Mamerto organizou uma procissão solene de penitência nos três dias que antecedem a solenidade da Ascensão do Senhor

Em São João del-Rei uma tradição peculiar tem chamado a atenção e reforçado uma prática realizada anualmente. Junto a um pequeno rupo da Associação dos Coroinhas, o pároco da Catedral Basílica do Pilar, padre Geraldo Magela, realiza a “Procissão das Rogações” que se repete por três dias.

O rito peculiar consiste no canto da Ladainha de todos os Santos, como forma de suplica, pedindo para afastar os flagelos e atrair as bênçãos e a misericórdia de Deus.

25 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).