Emboabas festeja São Francisco de Assis e reforça a identidade do campo

A comunidade rural do Emboabas festejou no ultimo domingo, 14, o padroeiro, São Francisco de Assis. Com grande multidão, os fiéis participam de missas e procissão e reforçaram costumes sertanejos, típicos da vida no campo.

Tendo como tema “Francisco de Assis, homem reconciliado e arauto da paz”, a festa reforçou o convite para uma vida em comunidade. “Ficamos todos felizes e com a lembrança viva na memoria. Conseguimos dar a festa de São Francisco um maior caráter religioso e espiritual, uma festa calma, cristã, onde as pessoas podem se encontrar para rezar se divertir na parte social, sem perder a referencia que a festa era religiosa”, explica um dos organizadores, Claudio Guimarães Pereira.

A programação festiva começou cedo com a alvorada. Houve acolhida dos devotos romeiros, missa e posse dos novos membros da Irmandade do Santíssimo Sacramento e e Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística.

Na hora do almoço, o sabor rural se propagou através da típica comida e dos instrumentos da dupla mirim Lucas e Vinícius. Hoje leilão de gado, missa festiva e procissão.

Sobre o santo

Francisco Bernardone nasceu numa rica família na cidade de Assis em 1182. Alegre, jovial, simpático, era mais chegado às festas, ostentando um ar de príncipe que encantava. Mas, mesmo dado às frivolidades dos eventos sociais, manteve em toda a juventude profunda solidariedade com os pobres.

Francisco logo percebeu não ser aquela a vida que almejava. Chegou a lutar numa guerra, mas o coração o chamava à religião. Um dia, despojou-se de todos os bens, até das roupas que usava no momento, entregando-as ao pai revoltado. Passou a dedicar-se aos doentes e aos pobres. Tinha vinte e cinco anos e seu gesto marcou o cristianismo.

A partir daí viveu na mais completa miséria. Fundou em 1209 a Primeira Ordem dos frades franciscanos, fixando residência com seus jovens companheiros numa casa pobre e abandonada. Pregava a humildade total e absoluta e o amor aos pássaros e à natureza. Foi a imagem do Cristo no segundo século da igreja.

Hoje, seu exemplo muito frutificou. Fundador de diversas Ordens, seus seguidores ainda são respeitados e imitados. Franciscanos, capuchinhos, conventuais, terceiros e outros são sempre recebidos com carinho e afeto pelo povo de qualquer parte do mundo.

Morreu 04 de outubro de 1226, com quarenta e quatro anos. De todos os santos da Igreja, Francisco é certamente um dos mais amados e conhecidos. (Fonte: a12)

24 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).