Exposição “Arte da Fé” valoriza acervo artístico de Conceição da Barra de Minas

Peças únicas, cravadas de muito talento, que transmitem, nos detalhes a arte, o retrato da fé. A exposição “Arte da Fé”, que acontece na sala do acervo artístico religioso do Santuário de Nossa Senhora da Conceição, de Conceição da Barra de Minas é composta de antigas imagens e bens culturais religiosos da imaginária sacra do século XVII, XVIII e XIX, que vem sendo restaurados desde 2018 após a parceria entre a Paróquia e o município através da Secretaria de Cultura e Turismo.

O valoroso e singular acervo histórico cultural guarda trabalhos de artistas importantíssimos do barroco mineiro como Valentim Correia Paes, Manoel João Pereira, Manoel Victor de Jesus, Joaquim José da Natividade e Mestre Cajuru, fazendo de Conceição da Barra de Minas um ponto importante da Minas Colonial.

“Nós temos aqui uma imagem de Nossa Senhora do Carmo de terracota do principio do século XVII, assim como a imagem primitiva de Nossa Senhora da Conceição e uma belíssima imagem da Virgem do Rosário. Grande parte dessas imagens estavam danificadas e renegadas ao esquecimento. O que antes era ignorado, passou a ser admirado. Hoje o povo tem gosto de ver e visitar”, explica o pároco, padre Saulo José Alves.

Além da parte de artigos religiosos, o espaço também se faz memorial com lembranças do padre Fábio José Damasceno, falecido em 2020 após um infarto. “Nós fizemos isso para homenagear esse sacerdote que entrelaçou sua história junto da comunidade. Temos a casula da ordenação, certidões, além de outros objetos pessoais”, pontua.

Sem dúvida uma forma de recordar a história e valorizar a beleza e influencia da arte sacra. A exposição segue até o dia 31 de dezembro. A entrada é franca.