Festa das Padroeiras movimenta diocese de São João del-Rei

Fogos, sinos e muitas manifestações de fé marcaram os festejos em honra a Virgem Maria na última sexta-feira, dia 12 de outubro. Além de recordar a Aparição da imagem de Maria no Rio Paraíba, os fiéis celebram a Festa da “Rainha de São João del-Rei”, Nossa Senhora do Pilar, Padroeira da cidade histórica e de todo o território Diocesano. Sem dúvida, um dia de festa para devotos e moradores da região.

Nossa Senhora Aparecida

Aclamada como Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida foi festejada com grande júbilo em toda a Diocese. Desde capelas, comunidades rurais e urbanas até Igreja Matriz. Praticamente todas as 42 paróquias promoveram algum festejo ao mais famoso título mariano do Brasil.

Na cidade de Lavras, que abriga a única paróquia dedicada a Nossa senhora Aparecida, a programação começou cedo com missa e caminhada pela cidade. Dom Waldemar Chaves de Araújo, bispo Emérico, presidiu a missa solene, e até cantou a “Ave Maria”, homenageando a Mãe de Jesus. Houve carreata e missa para as crianças.

Na cadeira de rodas, dona Nilza fazia suas orações próximas ao andor da imagem. Vítima de linfedema por mais de 40 anos, ela enfrentou 5 cirurgias, mantendo firme a sua devoção. “Fui desacreditada pelo médico, mas tive fé, Nossa Senhora que me levantou. Fiz mais de 40 romarias para Aparecida do Norte, até mesmo quando eu estava no hospital minha romaria ia. Tenho muito o que agradecer”, expressa a senhora de 83 anos.

A programação em Lavras contou ainda com uma missa campal e procissão pelas ruas da comunidade.

Nossa Senhora do Pilar

Já na Catedral Basílica de São João del-Rei a festa teve inicio com os fogos da alvorada. Ao todo a programação contou com 4 celebrações eucarísticas, sendo uma dedicada às crianças. Após a última missa, os fiéis saíram em procissão pelas ruas do centro histórico da cidade. Abrilhantada pela Banda de música “Teodoro de Faria”, os devotos de Nossa Senhora aproveitaram para pedir e agradecer pela intercessão da mãe de Jesus.

Durante o trajeto, muitas manifestações de carinho a Maria. Fogos, chuvas de pétalas e tapetes de areia multicolorida foram alguns dos recursos utilizados. “O tapete foi preparado com muita dedicação durante alguns dias, além da montagem, o nosso grupo também tingiu areia e serragem, tudo isso contando com a ajuda dos artistas Carlos Magno e Fernando Pedersini. Envolvemos 22 jovens durante toda a manhã”, explica a assessora do grupo Junfec, Ana Maria Araújo.

Na chegada da procissão, canto solene do Te Deum laudamus e Benção do Santíssimo Sacramento, encerram as festividades da Padroeira.

24 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Cursa Comunicação Social/Jornalismo na Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).