Grupo de jovens “Vinde e Vede” completa 10 anos de história

Foi com muita emoção e a certeza que a missão vem sendo cumprida que o Grupo de Jovens Vinde e Vede, da  Paróquia Senhor Bom Jesus de Matosinhos, comemorou na manhã do último domingo, 03, os seus 10 anos de atividades. A celebração foi presidida pelo pároco da Paróquia de Santa Rita de Cássia e fundador do grupo, Padre Geraldo Sérgio França.

“Celebramos uma década de jornada, fé e amizade neste maravilhoso caminho que é o grupo Vinde e Vede. Começamos as comemorações de 10 anos de caminhada do grupo rendendo graças a Deus na adoração ao Santíssimo Sacramento que aconteceu na última quinta feira para lembrarmos de que, em todos esses anos, nada seria possível sem a presença da graça do Senhor entre nós. No dia 03, domingo, aqui no nosso Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, nossa casa, realizamos a Missa das 8h em intenção de nosso grupo e de todos os jovens que escolheram o caminho da Santidade e mais ainda, por aqueles se fizeram conhecer dessa graça através do nosso exemplo em tantos anos de existência”, destacou Sarah Chitarra, uma das coordenadoras do grupo.

Para a jovem, os motivos são diversos para se comemorar. “São 10 anos de história que jamais poderiam se concretizar sem a participação intensa de todos os jovens que fazem ou já fizeram parte do grupo, deixando um pouquinho de si próprio e levando consigo cada experiência de fé que tivemos juntos. Ser um ‘vindevedeano’, como nós chamamos com muito carinho, quer dizer responder sim de todo o coração ao convite que Jesus nos faz a segui-lo e conhecê-lo de perto. No grupo, fizemos laços fraternos que jamais poderíamos imaginar. Que a chama da fé que nos une continue acesa, iluminando cada passo que damos e estamos ansiosos pelo que ainda está por vir”.

“Durante esses anos eu tive vontade de crescer nessa caminhada de fé, indo às missas, pensando na família, e ter essa vontade de ser esse jovem pra ser mais jovem ainda. Esse grupo representa um novo marco na minha vida, na conversão interior, vendo algo novo, coisas novas q um grupo paroquial de jovem faz. Desde o primeiro encontro, em março de 2022, eu conheci gente nova, lá fiz novas amizades, convivemos juntos e desde então, eu pensei: esse sim é meu lugar, é meu novo círculo de amizades. Antes de participar do primeiro encontro do grupo que fui, quando vi o telefone no mural do santuário, eu perguntei, chamei por mensagem e eu disse ‘Alô, Vinde e Vede?’ Foi aí que o convite para o encontro surgiu. Nessa primeira década de grupo, esse representa um novo caminho na minha vida espiritual, na caminhada a santidade, no auxílio do âmbito cotidiano, de fé e de projetos. O Vinde e Vede pra mim, é a razão de estar com a juventude firme e forte, sempre buscando a santidade, e sempre estar pertinho de Cristo. Somos santos, sem deixar de ser jovem. Sou feliz por ser Católico, sou feliz por ser Vinde e Vede”, recorda Gleiber Silva, de 26 anos, que faz parte do grupo há 1 ano.

“O chamado continua o mesmo que fez aos discípulos ‘Vinde e Vede’. Me lembro quando pregaram dois olhos no alambrado lateral do santuário e essa frase chamou a atenção de todos. Ali se dava início a esta bela caminhada. Que Deus abençoe e proteja sempre”, reforçou o pároco, padre José Bittar. Sentimento similar foi o do padre fundador, padre Sérgio França. “É uma alegria muito grande estar aqui, ver rostos tão marcantes, lembrar essa experiência tão bonita e que esses 10 anos continue dando muitos frutos através dessa resposta a Jesus Cristo”.

Para Júlia Santos Teixeira, o Vinde e Vede representa uma oportunidade imensa para aprofundar e compreender sua fé. “O grupo me ajuda a descobrir mais sobre quem eu sou. A cada encontro, minha convicção de que esse caminho era o certo para mim se fortalecia. Nos vínculos que desenvolvi durante esses momentos, encontrei relações valiosas que desejo manter para toda a vida. Além disso, aprendi de maneira leve e envolvente o que é essencial e o que devo evitar para seguir minha fé de forma correta. Hoje, o Vinde e Vede se tornou uma parte de mim, uma experiência que guardarei para sempre em meu coração”, pontua.

Para finalizar com chave de ouro, a programação ainda contou com um dia inteiro de comemoração da qual, como tradição do grupo, foi regado a muita alegria e agradecimento ao Espirito Santo de Deus .

Fotos: Fabíola Ribeiro (PASCOM SBJM)