Igreja celebra solenidade da Anunciação do Senhor nesta terça-feira, 28

A solenidade da Anunciação do Senhor é a celebração do grande mistério cristão da Encarnação do Verbo de Deus. A data de 25 de Março está em função do Nascimento de Jesus, que é celebração exatamente nove meses depois. A catequese sempre fez coincidir a Anunciação e a Encarnação. Estes mistérios começaram a ser celebrados liturgicamente provavelmente no século IV.

A história se passa na cidade de Nazaré, uma aldeia pobre e ignorada, nunca nomeada na história religiosa judaica e, portanto, completamente à margem dos caminhos de Deus e da salvação.

 

“A salvação que tem início com a encarnação do verbo não é um evento fechado a um determinado grupo. A salvação é um evento universal. O Evangelho retrata o momento em que Jesus encarna na história dos homens, a fim de lhes trazer a salvação e a vida definitivas. Mostra como a concretização do projeto de Deus só é possível quando os homens e as mulheres que Ele chama aceitam dizer “sim” ao projeto de Deus, acolher Jesus e apresentá-lo ao mundo”, explica o sacerdote dehoniano e pároco da Paróquia Sant’Ana, em Lavras, Padre Tulio Marcos Ribeiro Corrêa.

O mistério celebrado hoje é a conceição do Filho de Deus no seio da Virgem Maria. Na basílica nazaretana da Anunciação, diante do altar, há uma placa de mármore que os peregrinos beijam com emoção e onde está escrito: “Aqui de Maria Virgem fez-se carne o Verbo”.