Jovem será ordenado padre neste sábado, 26, em Barroso

A ordem é o sacramento de graças, ao qual, a missão confiada por Cristo aos apóstolos continua a ser exercida na Igreja até o fim dos tempos. Nela, quem é ordenado recebe o dom do Espírito Santo, concedido por Cristo pelo bispo e que lhe dá autoridade sagrada. O sacerdote continua sobre a terra a obra redentora de Cristo. Allyson Garcia entendeu este chamado vindo de Cristo, se preparou por anos no seminário, e será ordenado sacerdote no próximo sábado, 26, na Matriz de Sant’Ana, em Barroso.

O atual diácono é natural de Barroso. Filho de Joaquim Pires Garcia e Noeme Maria Garcia, Allyson é o segundo filho de três, sendo dois homens e uma mulher. “Como toda cidade do interior a religião está presente no cotidiano das pessoas em seus símbolos e do imaginário de cada um, ou seja, a religião está presente na vida das pessoas e vem carregado de significados de uma gente que passa por gerações. Como também nas cidades interiorana as expressões religiosas concretas existentes emergem como valor constituinte e ação significante da condição humana. Então desde cedo a religião já estava presente na minha na história. Ingressando na extinta Cruzada Eucarística, comecei os meus primeiros passos dentro da vida da Igreja. Tendo como exemplo padre Luiz Giarola Carlos, saudosa memória, modelo de sacerdote, homem zeloso e com uma atenção especial aos mais pobres. Tudo concorria para um desejo de ser padre”, recorda.

Na Comunidade, Allyson trabalhou frente ao Movimento Apostólico da Mãe Rainha Três Vezes Admirável de Schoenstatt, conduziu encontros marianos, celebração do santo terço nas famílias, encontros para preparação do Natal e da quaresma. Foi Ministro Extraordinário da Comunhão Eucarística e se dedicava em levar a sagrada eucaristia aos enfermos aos bairros e zona rural de Barroso além de integrar por 14 anos a Sociedade de São Vicente de Paulo. “Foi um momento muito importante na minha vida, em perceber as duras realidades do povo mais simples de minha cidade. Ali aprende muito com o povo simples, como diz São Vicente de Paulo os pobres são ‘nossos mestres e senhores’”.

Foi esse envolvimento com o carisma vicentino que incentivou o jovem a conhecer os padres lazaristas, inciando a caminhada vocacional em 2009 na Congregação da Missão, fundada em 1625 por São Vicente de Paulo. “Nosso carisma, herdado por São Vicente de Paulo, reforça a evangelização dos pobres e a formação do clero e dos leigos. Nossa preocupação é com os mais pobres. Estar junto deles e fazer de suas causas as nossas, pois a evangelização é o anuncio da boa notícia que Jesus trouxe a todos. Devemos fazer que está boa notícia chegue até os ouvidos dos mais pobres e em suas vidas”.

A celebração vai acontecer no sábado, dia 26 de setembro, às 9 horas, na Matriz de Sant’Ana, em Barroso. Dom José Eudes Campos do Nascimento, bispo diocesano de São João del-Rei, irá presidir a celebração. “Esses dias que estão precedendo o dia da minha ordenação presbiteral, confesso que existem misturas de sentimentos ansiedade para que tudo dê certo, transcorra conforme o organizado, como também de gratidão a Deus por tudo que tem feito em minha vida. São inúmeras pessoas que estão me ajudando”, destaca.