Live musical, missas e procissão motorizada marcam festa da padroeira em Barroso

A cidade de Barroso celebrou com festa, no último domingo, 26, a Padroeira, Sant’Ana. Transmissões de missas e carretadas pela cidade marcaram a programação. A festa, neste ano, foi limitada aos fiéis, paroquianos e devotos, mas contou a presença de diversos padres, natural da cidade.

As comemorações iniciaram na véspera, dia 25, com a realização da Segunda Live “Cantando a Vida e a Fé”, com momentos de oração, louvor e belas músicas católicas. O evento on-line foi transmitido pelo YouTube da Paróquia Sant’Ana e demais mídias da comunidade.

VEJA COMO FOI A LIVE “CANTANDO A VIDA E A FÉ”

No repertório, músicas como “Utopia” e “Pra Que Eu Saiba Perdoar”, entoadas por 12 jovens musicistas da comunidade juntamente com o pároco, padre Claudir Trindade. “Essa live não se trata, somente, de uma apresentação de músicas católicas mas, sobretudo, um momento de louvor e prece em que cantamos e rezaremos a vida e a fé”, destaca um dos intérpretes, Leonardo Elias.

Já no domingo, houve celebrações de missas e procissão motorizada pelas ruas da cidade. Na cidade, houve participação dos sacerdotes barrosenses que introduziram a imagem da padroeira, no andor, no interior da igreja matriz.

Sant’Ana é a mãe de Nossa Senhora e avó de Jesus. Sobre ela, porém, há poucos dados biográficos. As referências que chegaram até nós sobre os pais de Maria foram deixadas pelo Evangelho de Tiago, um livro escrito provavelmente no primeiro Século e que não faz parte dos Evangelhos Canônicos, ou seja, aqueles reconhecidos pela Igreja como oficiais. Em hebraico, Ana exprime “graça”.

Segundo a tradição, Ana era estéril e de idade avançada. Pela sua vida de fé e temos a Deus, ela e Joaquim, seu esposo, teriam sido agraciados por Deus com o nascimento da Virgem Maria.

Entrada do andor com a imagem de Senhora Sant'Ana conduzida pelos padres.

Posted by Paróquia de Sant'Ana do Barroso on Monday, July 27, 2020

25 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).