Missas e exposição marcam um ano da morte de padre Fábio Damasceno

A ultima quinta-feira, dia 09, foi marcada por lembrança e dos bons exemplos deixados por padre Fábio José Damasceno. A data recorda seu falecimento em dezembro de 2020. O sacerdote tinha 56 anos e faleceu vítima de infarto.

Nascido em São João del-Rei, padre Fábio viveu e cresceu junto da família na cidade de Conceição da Barra de Minas, onde recebeu o Sacramento da Ordem em outubro de 1988. Mas foi na Paróquia Sant’Ana, da cidade de Barroso, que o sacerdote passou grande parte da sua vida, atuando como vigário e, posteriormente, pároco. Em julho de 2019 foi empossado como novo pároco da cidade de Nazareno.

Bacharel em Direito, atuou como assessor da Pastoral da Juventude e Familiar além de exercer diversos mandatos como Vigário Forâneo e membro do Colégio de Consultores.

A CELEBRAÇÃO

Na cidade de Nazareno, o santuário este repleto de fiéis – respeitando as normas contra a Covid – juntamente com os padres da forania e os bispos, Dom José Eudes Campos do Nascimento e Dom Dirceu de Oliveira Medeiros, sendo sua primeira celebração eucarística como bispo na região.

Durante a homilia, Dom Dirceu falou sobre a figura do sacerdote. “Para o povo da vida, o maior pecado é o esquecimento. Por isso, hoje estamos aqui para fazer memória desse irmão tão querido que marcou a minha vida vocacional e a de muitos, com seu carisma, espírito empreendedor, caridade, fé e, principalmente, sua alegria. O vazio é grande mas temos que aprender a conviver com ele, mantendo sua memória viva”, pontua.

Na Paróquia Sant’Ana, em Barroso, também houve missa especial dedicada a memória do sacerdote.

exposição temática

Na cidade de Conceição da Barra de Minas a homenagem foi realizada através de uma exposição de artigos religiosos, paramentos e demais objetos do sacerdote.

O espaço, criado anexo ao templo mariano, apesenta um pouco da vida sacerdotal de padre Fábio Damasceno e se torna uma possibilidade de reformar a memória e instigar boas lembranças do sacerdote.