Moradores de Ritápolis propõem desafio e propagam devoção à Santa Rita

Se a fé move montanhas, ela também mobiliza fiéis. Impossibilitados de se reunir presencialmente por causa da pandemia e manifestar a devoção à Santa Rita de Cássia, um grupo de moradores da Paróquia de Ritápolis tem se organizado de forma virtual para um desafio diferente: 30 dias com Santa Rita. A iniciativa não só deu certo como ganhou diversos adeptos, até mesmo fora do território da cidade.

O desafio dos “30 dias com Santa Rita de Cássia” é simples de ser feito e pensado de uma forma que qualquer devoto consiga realizar. A ideia saiu de um grupo de devotos no whatsapp e acabou ganhando uma proporção bem positiva. “Eu sou uma dos administradores do grupo Devotos de Santa Rita e recebi uma ligação do Maycon na qual ele falou sobre essa ideia. Ano passado, no grupo, fizemos 30 dias com Maria. E por que não fazer a ação em homenagem a nossa padroeira? Passei a mensagem para os demais administradores do grupo e todos gostaram”, explica a integrante do Conselho de Pastoral Paroquial, Viviani Oliveira Andrade.

O proposta do desafio é fazer com que todos conheçam a bondade do coração de Rita de Cássia e a onipotência de sua intercessão, propagando a devoção a santa mulher dos impossíveis, como explica Maycon Ribeiro, um dos idealizadores do projeto. “Consiste em mandar uma arte com o desafio do dia para os devotos e eles devem realizar o que pede a mensagem. Sempre são mensagens inspiradas na vida de Santa Rita de Cássia. Como fruto desses dias de piedade, devoção e meditação da vida de Santa Rita, ao fim do desafio, pretendemos conseguir reunir as pessoas que participaram e fazer uma obra de caridade. Hoje temos devotos de todo o Brasil em comunhão com a vida de Santa Rita de Cássia”.

Em tempos de pandemia, reforçar a fé e se adaptar diante da realidade faz com que as práticas devocionais também se inovem e sejam criativas. “Santa Rita também viveu um isolamento por 15 anos, devido ao forte odor que exalava de seu estigma na testa, além de ser conhecida como santa dos impossíveis, também é invocada contra a peste. Que possamos nos inspirar através de seu exemplo”, pontua Maycon.

A proporção foi tanta que a ação ganhou novos apoiadores. Diversos padres aderiram a ideia e já encaminharam as sugestões de desafios. Um verdadeiro trabalho de unidade. “Muitas pessoas já estão divulgando bênçãos recebidas. E olha que estamos no oitavo dia. Percebemos que o desafio uniu, ainda mais, a nossa comunidade paroquial nesse tempo de Pandemia. Se alcançou essa proporção, é sinal que nosso papel evangelizador está ocorrendo de fato”, conclui Viviani.

26 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).