Muticom, maior evento de comunicação eclesial do país, tem início nesta sexta-feira, 23

Nos próximos dias 23 e 24 de julho acontece o Mutirão de Comunicação, maior evento de comunicação eclesial do país. Em sua 12ª edição, de forma totalmente online, o evento conta com mais de 5 mil inscritos, em 6 conferências, apresentações culturais, reflexões e diálogos. A temática principal será “Por uma comunicação integral: o humano nos novos ecossistemas”. Pela primeira vez totalmente on-line, o evento conta com 5600 inscritos.

Visando a diversidade e inclusão durante o evento, o Mutirão contará com tradutor e intérprete de libras, uma parceria com o Núcleo de Apoio à Inclusão do Aluno com Necessidades Educacionais Especiais (NAI), da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas).

Janaína Gonçalves Moreira, membro da equipe de infraestrutura do Mutirão, explicou que a parceria com a Universidade surgiu após a demonstração de interesse por parte de vários inscritos no evento. “Diante da necessidade de uma comunicação que precisa ser abrangente e acolhedora, principalmente no âmbito em que trabalhamos, que é a comunicação na igreja, precisamos ser cada vez mais inclusivos”, disse.

É importantíssimo que tenhamos essa abertura, que seja um evento com esse tipo de trabalho, e que nos próximos tenhamos essa sensibilidade de acolher a todas as pessoas em suas necessidades, sermos inclusivos nesse trabalho da comunicação especificamente.

O Mutirão acontecerá de forma virtual, mas Janaína explicou que parte da equipe organizadora estará presente no Campus Coração Eucarístico, em Belo Horizonte (MG), para garantir o bom funcionamento do evento. Além dos intérpretes, cerca de 30 pessoas estarão no Campus. “Nós teremos uma equipe de intérpretes, que estarão presencialmente, com todos os cuidados referentes às medidas sanitárias, para que na parte técnica fique melhor fazermos toda a dinâmica na transmissão”, finalizou.

A coordenadora do Núcleo de Apoio à Inclusão (NAI), Ana Moura, explicou que o Núcleo conta com equipe de trabalho composta pela coordenação geral, por técnicos e profissionais especializados no apoio a alunos com deficiências visual, auditiva, limitação locomotora e com transtornos de aprendizagem e comunicação, além de pessoal administrativo e estagiários.

Para o Mutirão de Comunicação 2021, ela explicou que o Núcleo disponibilizará tradutor e intérprete de libras para garantir a acessibilidade de comunicação entre pessoas ouvintes e com deficiência auditiva, ou entre surdos, por meio da Língua Brasileira de Sinais e a língua oral corrente, o português.

A temática

A construção do tema do Mutirão de Comunicação 2021 considerou a urgência de respostas efetivas aos desafios que as várias frentes hoje de defesa da dignidade e da liberdade humanas experimentam, em destaque na comunicação, e que se dão de variados modos nas mais distintas sociedades.

Com a inscrição “Por uma comunicação integral”, o tema se define, em primeiro lugar, como a inarredável defesa política e social de uma comunicação democrática, horizontalizada e responsável.

“É um tema, mas também um lema, pois se coloca como um brado, um grito de inclusão dos que são marginalizados, impedidos de se manifestarem e de darem-se a conhecer em seus modos de ver e de dizer o mundo. Comunicação integral, também, na abertura que deve existir em relação ao outro; em uma postura verdadeiramente dialógica e na consideração das diferenças e do direito humano de todos a se comunicar”, disse o professor Mozahir Salomão, coordenador do Grupo de Reflexão sobre Comunicação da CNBB.

Confira abaixo a programação e prepare-se para participar:

23 de julho 

16h45- Abertura da sala e início da transmissão

17h00- Oração de abertura

17h30- Solenidade de abertura

18h00- Palestra magna – Por uma comunicação integral: o humano nos novos ecossistemas (Prof. Dr. Massimo di Felice | ECA – USP)

19h00- Apresentação cultural: Versos e Preces (com Dom Vicente Ferreira e Avimar)

19h15 – Conferência 1 – Comunicação para a paz em tempos de fake news e ultraconservadorismo (Profª. Drª. Magali Cunha)

20h00 – Reflexões e Diálogos

20h30- Lançamentos

21h00- Bênção da noite

24 de julho 

8h30- Abertura da sala

8h45- Oração da Manhã

9h00- Conferência 2 – Era do onlife: real e virtual se (com)fundem. Também na Igreja? (Prof. Dr. Moisés Sbardelotto)

9h45- Apresentação cultural: Trio de Cordas “Piu Piano”

10h00- Conferência 3 – Retomar as rédeas do mundo: o humano-cristão nos novos ecossistemas à luz da Fratelli Tutti (Prof. Dr. Norval Baitello Júnior | PUC-SP)

10h45- Reflexões e Diálogos

11h15- Painel – Ecologia das mídias e nas mídias católicas (Profª. Drª. Adriana Braga | PUC-Rio e Prof. Dr. Jorge Miklos | UNIP)

12h00- Intervalo

13h30- Conferência 4 – Comunicação para o bem viver em tempo de máxima desigualdade (Prof. Drª. Viviane Mosé)

14h15- Apresentação cultural: Tom Nascimento

14h30- Conferência 5 – Utopias do mundo integral (Prof. Dr. Carlos Ferraro | Presidente de Signis ALC  – Argentina)

15h15- Reflexões e Diálogos

16h00- Intervalo

16h10- Conferência 6 – Comunicação integral: influenciadores ou influenciados? (Profª. Drª. Elizabeth Saad | ECA – USP)

17h00- Show com Rubinho do Vale e banda

18h00- Missa transmitida pelas TVs e rádios católicas

Conheça os conferencistas (aqui).

Fonte: CNBB