O Espírito natalino e a solidariedade

Chegamos ao fim de mais um ano, e, certamente, uma data marcante nesse período é o dia 25 de dezembro, em que os cristãos celebram o Natal, o nascimento do Menino Jesus, ocorrido há mais de dois mil anos, em uma humilde manjedoura em Belém.

No Brasil, onde cerca de 90% da população se declara cristã (católicos e protestantes), o Natal é uma data amplamente difundida entre as famílias, que, além de celebrarem o nascimento do Salvador, aproveitam a ocasião para uma grande confraternização familiar.

O Natal é uma festa celebrada coletivamente, geralmente marcada pela confraternização em família e pela partilha de afeto. A própria troca de presentes, típica dessa época, mostra a natureza social das pessoas de irem ao encontro do outro para celebrar. Isso pode simbolizar o desejo de se perpetuarem os valores como a união, a fraternidade e a renovação do próprio laço familiar.

As cores, os enfeites e as luzes do Natal despertam no coração das pessoas o espírito da solidariedade. É muito comum perceber, nessa época do ano, as pessoas mais solidárias e preocupadas com o próximo. Presentear a quem se ama, confraternizar junto aos amigos são gestos comuns deste período. Estes gestos no período de Natal estão ligados a questões culturais e também religiosas. É um tempo que a própria Igreja trabalha a questão de vermos o próximo e suas necessidades.

Esse exercício de solidariedade é muito bonito e combina com o tempo do Natal, mas seria muito bom se ele se estendesse durante todo ano e que os presentes não fossem só materiais, que pudéssemos agregar valores como amor, fé, paz, alegria, respeito à vida das outras pessoas.

O Natal acontece no final do ano e aproveita-se para unir as confraternizações. Assim, os pais parabenizam os filhos que foram bem na escola, empresas presenteiam seus funcionários, equipes diversas marcam os famosos amigos secretos, e, é claro, tudo isso contagia as pessoas e vai passando de família em família criando um sentido solidário e feliz. Encontramos nas pessoas as mais diversas preocupações em desejar aos seus semelhantes os votos de feliz Natal e próspero ano novo.

Fonte: A12