Paróquia de São João del-Rei acolhe novo administrador, padre Geraldo Magela

A Paróquia Senhor Bom Jesus do Monte, em São João del-Rei, presenciou um momento histórico na manhã de domingo,  01º. Padre Geraldo Magela da Silva tomou posse como novo administrador paroquial, recebendo a provisão para trabalhar pastoralmente na comunidade.

Com a igreja repleta, o bispo diocesano, Dom José Eudes Campos do Nascimento, presidiu a cerimônia que contou com a presença de outros padres da região. Após a leitura da provisão canônica, padre Geraldo, diante do bispo, fez a profissão de fé e, ato contínuo, tocando o Santo Evangelho, fez seu juramento de fidelidade. Segundo Dom Eudes, esta nova etapa se resume na missão do sacerdote e no serviço da Igreja.

Dando sequencia aos tradicionais ritos de posse, o sacerdote recebeu a chave da igreja juntamente com alguns outros símbolos importantes para a caminhada como a concha do batismo e a estola roxa, representando o Sacramento da Penitência. Juntamente com o bispo, ele se dirigiu para a Capela do Santíssimo Sacramento onde fez a sua oração.

A nomeação de padre Geraldo para a paróquia Senhor Bom Jesus do Monte aconteceu no início de fevereiro, após o bispo diocesano, dom José Eudes Nascimento, emitir uma circular. Padre Ilton de Paula Resende, que atuava com pároco, passa a ser Vigário Paroquial da Paróquia Santo Antônio, em Tiradentes, além de acompanhar os doentes da Santa Casa de Misericórdia.

O administrador paroquial possui a mesma função de um pároco na referida comunidade. “O pároco é o pastor próprio da paróquia a ele confiada; exerce o cuidado pastoral da comunidade que lhe foi entregue, sob a autoridade do Bispo diocesano, em cujo ministério de Cristo é chamado a participar, a fim de exercer em favor dessa comunidade o múnus de ensinar, santificar e governar, com a cooperação também de outros presbíteros ou diáconos e com a colaboração dos fiéis leigos, de acordo com o direito.” (Cân 519)

O mesmo se define ao administrador paroquial que “apresenta os mesmos deveres e os mesmos direitos que o pároco, salvo determinação contraria do Bispo diocesano.” (cân. 540, §1). A diferença, no caso, se dá ao período temporal de cada função. Enquanto o pároco é nomeado para uma função mais estável, o administrador possui um cargo mais instável, provisório até, podendo ser transferido a qualquer momento.

Fotos: Marcos Luan e Marcelo Melo

25 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).