Paróquia São José emite comunicado sobre a festa do padroeiro

Diante da atual situação oriunda da pandemia do Coronavírus que acomete a sociedade, o pároco da Paróquia São José Operário, em São João del-Rei, padre Vinícius Campos, emitiu na manha desta quinta-feira, 30, um comunicado aos paroquianos e devotos de São José, explicando as decisões tomadas a fim de celebrar o grande dia do santo padroeiro no dia 1º de maio.

Confira o texto na integra:

“Trabalho quer dizer dignidade, trabalho significa trazer o pão para casa, trabalho quer dizer amar!” (Papa Francisco)

Amados paroquianos,

Já estamos às vésperas do dia 1º de Maio. Todos os anos, neste dia, muitos devotos, trabalhadores e visitantes acorrem ao nosso querido bairro do Tijuco, para numa só voz e fé agradecer a constante proteção do glorioso São José Operário. Logo cedo, várias pessoas vão chegando para participar das celebrações que ocorrem ao longo de todo o dia em nossa Igreja Matriz. As celebrações Eucarísticas são vivas, vivenciadas com sincera fé e cantadas não somente com os lábios, mas principalmente com a força do coração tijucano. É por isso que do amanhecer ao anoitecer, o povo fiel não se cansa de manifestar a fé através dos tradicionais cânticos: “Ó São José, pai e protetor, o canto ouvido é de ternura e amor” ou “Trabalhadores, trabalhadoras, Deus também é trabalhador”. E, ao final do dia, como coroamento da mais viva expressão de fé tijucana, acontece a procissão com a presença numerosa de fiéis que vão pelas ruas rezando, cantando, “gritando os vivas”; com o terço e velas nas mãos; manifestando os agradecimentos e carinho através das homenagens ao padroeiro. Crianças que, vestidas de anjos ou no colo de seus pais e mães, vão deixando um ar de inocência e leveza ao longo da procissão. Pessoas idosas com seus passos lentos, com suas expressões faciais, deixa-nos um exemplo de sabedoria e fé inabalável. Os jovens, com toda a sua vitalidade, nos testemunham a força renovadora de Deus. A grande multidão que acompanha o andor com a imagem de São José, nos faz lembrar que somos os trabalhadores da vinha! Somos os trabalhadores do Reino! Não importa a hora que fomos chamados, em que fase da vida ou da fé estamos, o importante é o trabalho realizado com amor. E o grande dia, termina com todos os corações voltados para aquele que é o nosso único salvador, Jesus Cristo, vivo e presente no sacramento da Eucaristia. Nesse momento então, se entoa o Te Deum Laudamus e todos os corações se curvam agradecidos ao Senhor.

Neste ano, por causa da pandemia do coronavírus (Covid 19), somos chamados a celebrar de modo diferente o dia do nosso Padroeiro. Humanamente é quase impossível não sentir alguma tristeza pelo fato de que neste 1º de maio não se realizará, como nos anos anteriores, as comemorações descritas acima. Mas, espiritualmente, celebraremos com fé viva, “unidos num só coração e numa só alma” essa data que marca nossa identidade tijucana. Por isso, façamos do dia de amanhã um dia de oração, de intimidade familiar e de caridade fraterna. A Matriz estará aberta de 08h às 15h para as orações individuais, mas nenhuma oração ou celebração comunitária deverá acontecer. O momento mais importante para nós no dia 1º de Maio, será às 16h, quando acontecerá a Missa Solene. Infelizmente, não poderemos abrir para a presença do povo. Mas, que nesta hora, você e toda a sua família possa se reunir num espaço único em sua casa ou local de trabalho e acompanhar através do Facebook da Paróquia e das Rádios Emboabas FM (96.9) e São João del-Rei AM (970) a celebração Eucarística, as orações, a bênção para os desempregados e trabalhadores e o canto do Te Deum Laudamus. Reze, participe conosco!

Muitas pessoas apresentaram sugestões para o dia 1º de Maio, dentre elas, uma procissão motorizada com a imagem de São José Operário. Mas, diante de toda a situação de pandemia e do nosso compromisso em defesa da vida, achamos por bem não realizá-la. Afinal, a procissão motorizada não poderia percorrer todas as ruas do território paroquial o que poderia levar a uma aglomeração de pessoas em alguns pontos para esperar a imagem. A aglomeração poderia também acontecer na saída e chegada da imagem na nossa igreja matriz. Movidos pela nossa fé, confiamos que venceremos esse momento difícil para todos e, quando tudo tiver passado e pudermos voltar a realizar celebrações com um grande número de fiéis, pretendemos organizar junto com os conselhos paroquiais um final de semana para celebrar, como família tijucana, a procissão de São José Operário. Contamos com a compreensão de todos.

Convido a todos os paroquianos e devotos que, se possível, ao longo de todo o dia 1º de maio, coloque nas janelas ou varandas uma estampa ou imagem de São José. Também sugiro que, após a Missa Solene das 16h, quando iniciarmos em nossa matriz o hino do nosso padroeiro você, com toda a sua família, cante em casa com muita alegria e força. Deste modo, de um canto ao outro de nossa Paróquia, se ouvirá o hino à São José e, assim, subirá como numa só voz ao céu o nosso: Valei-nos São José!

No dia 1º de Maio também comemoramos o aniversário natalício do Monsenhor Juvenal. Sabemos como ele é importante para nossa Paróquia. Um sacerdote que continua atuante em nossa comunidade, oferecendo suas valiosas colaborações, sua amizade, suas orações e seus sábios conselhos a guiar-nos no caminho do Senhor.  Por causa da pandemia do coronavírus, o Monsenhor Juvenal não está podendo ir até à Matriz de São José, está celebrando em sua casa. Sabemos que para esse grande sacerdote, que todos os dias, pela manhã, se dirigia para a capela do Santíssimo Sacramento para celebrar a Santa Missa com o povo, não deve está sendo fácil. Mas na força da fé e devoção a São José estamos unidos e, juntos, vamos superar. Sendo assim, vamos assumir o compromisso de realizar amanhã uma oração na intenção do Monsenhor Juvenal, mesmo que não possamos abraçá-lo, como fazemos em cada ano, que ele possa sentir espiritualmente nosso carinho. Que Deus continue abençoando e concedendo saúde ao Monsenhor Juvenal.

Todos os anos, realizamos campanhas em prol das reformas em nossa Paróquia. No atual momento, caminha a reforma da igreja Matriz. Mas, neste ano, sabemos que todos passam por situação difíceis e incertas. Por isso, não enviamos envelopes com pedidos de doações, mas, como gesto concreto da festa do Padroeiro, sugiro, para quem puder: fazer alguma colaboração de alimentos que depois serão distribuídos pela Pastoral Social às famílias necessitadas. As doações poderão ser entregues na Secretaria Paroquial de Segunda à Sexta-feira, no horário de 08h30-11h30.

Celebremos o nosso Padroeiro o Glorioso São José Operário com toda a nossa fé e união! Rezemos por todos os trabalhadores, especialmente pelos profissionais da saúde, que estão se doando no enfrentamento do Coronavírus. Peçamos a São José Operário pelos desempregados, para que possam conseguir um trabalho decente para sustentar a sua vida e a vida de seus familiares. Infelizmente são muitos aqueles que estão nessa situação. Continuemos rezando pelo fim desta pandemia, pela nossa Paróquia e pelas nossas famílias. Quem tem São José como guia, jamais errará o caminho! Ele é o nosso grande protetor, “por isso hoje, vamos te exaltar, com eterna alegria pelas bênçãos que nos dás”.

Que Deus continue nos abençoando!

Pe Vinícius Idefonso Campos
Pároco da Paróquia de São José Operário

São João del-Rei, 30 de abril de 2020.
Quinta-feira da 3ª semana da Páscoa.
Memória facultativa de São Pio V.