Paróquias iniciam festas à Sant’Ana, avó de Jesus

Padroeira dos avós e de duas paróquias da Diocese, Sant’Ana vai ser festejada com novenário, missas e homenagens a partir desse domingo, dia 16. O ápice da programação será na quarta-feira, 26.

Sant’Ana é a mãe de Nossa Senhora e avó de Jesus. Sobre ela, porém, há poucos dados biográficos. As referências que chegaram até nós sobre os pais de Maria foram deixadas pelo Evangelho de Tiago, um livro escrito provavelmente no primeiro Século e que não faz parte dos Evangelhos Canônicos, ou seja, aqueles reconhecidos pela Igreja como oficiais. Em hebraico, Ana exprime “graça”.

Segundo a tradição católica, Ana não tinha filhos e vivia, junto com o marido Joaquim, em Nazaré. Eles eram estéreis e, certo dia, Joaquim se retirou ao deserto para permanecer 40 dias em completo jejum e oração. Então, dois anjos foram ao encontro dos dois para anunciar que teriam um filho. Assim, ao nascer, Maria foi oferecida ainda na infância ao serviço do templo. Devido a sua história, Sant’Ana é considerada a padroeira das mulheres grávidas e dos que desejam ter filhos.

Para o bispo diocesano de São João del-Rei, Dom José Eudes Campos do Nascimento, a figura da santa e de seu esposo, São Joaquim – festejado na mesma data – reforça grandes exemplos de fé para se seguir. ”Celebramos a memória de um casal muito expressivo e exemplar na fé cristã, que colocaram suas vidas na plena obediência nas decisões de Deus e deram continuidade ao plano salvífico. A exemplo de Sant’Ana e São Joaquim, somos chamados a sermos santos, praticando a caridade, a vivência do amor, quando abrirmos nosso coração para o gesto da caridade e fraternidade.”

A programação festiva envolve fiéis de várias paróquias, principalmente as que tenha a santa como padroeira, localizadas nas cidades de Barroso e Lavras.  Para o devoto barrosense, Leonardo Elias, celebrar a padroeira é sempre uma oportunidade de revigorar a fé e olhar para o caminho feito até então. “Sempre que olho para Sant’Ana me recordo daqueles que tiveram um papel importante na minha vida de fé, me ensinando a amar a Cristo e a sua Igreja e a ser, como ela, testemunha do amor de Deus. Minha devoção à Sant’Ana cresce com o passar do tempo, e poder vivenciar a cada ano essa majestosa festa na companhia de tantos devotos, intensifica ainda mais essa devoção”, pontua o jovem.

PARÓQUIA SANT’ANA, BARROSO

 

PARÓQUIA SANT’ANA, LAVRAS