Pradenses e dorenses realizam caminhada de fé rumo a igreja do Livramento

Na manhã fria do último domingo, 19, quando os termômetros marcavam uma temperatura muito baixa e a neblina se fazia presente uma grande multidão de fiéis se fez presente defronte a Matriz Nossa Senhora das Dores, atendendo aos apelos dos padres Paulo Marcelo e Dirceu Medeiros(pároco de Prados) para subir o Morro do Livramento e, através do Sacrifício da Santa Missa, estabelecer uma intimidade de escuta, de rogos e agradecimento com Deus.

Defronte a turba presente, padre Paulo abençoou a todos e começou, através das Ave-Marias, a meditar o Mistério Glorioso. Os fiéis iam-se somando à caravana no objetivo de rumar ao destino já sabido. Durante todo o trajeto estabeleceu-se conversas amigáveis, quando todos iam trocando impressões dos últimos acontecimentos, observando a paisagem rural e respirando o ar puro. Chegando no lugar predestinado, os fiéis foram recepcionados pelos acordes do Coral NEC a entoar a canção de Milton Nascimento “Maria, Maria”.

Assim que a caravana da cidade de Prados chegou, deu-se início a celebração da santa missa. Ao homiliar o evangelho, padre Dirceu asseverou, embasado em um conhecimento profundo das escrituras, que Cristo não é sobrenome de Jesus, pois o mesmo significa o ungido, o que foi marcado por Deus. E explicou, se reportando ao hebraico, que o nome de Jesus é Yeshua bem Yosephf (Jesus filho de José), nos dando a impressão, que ao designá-lo filho de José, Deus o tornou comum às dores humanas, ao sacrifico da Cruz. E para tanto, todos deverem carregar a  própria cruz até o fim da jornada.

Ao final da cerimônia, foi solicitado de cada fiel que fechasse os olhos e pensasse em pessoas que necessitam de preces. Dando sequência, houve a benção final, quando todos puderam voltar para as suas casas, com a certeza de que foram partícipes de um domingo verdadeiramente santo.

Colaboração: João Bosco de Melo – Pascom

Fotos: Nairon Neri Silva – Pascom

25 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).